Sugestão Cinema: Morto não Fala

Único filme de terror brasileiro no circuito comercial, pode concorrer, sem demérito, com os estrangeiros

Único filme de terror brasileiro no circuito comercial, Morto não Fala se parece um pouco com o giallo A breve noite das bonecas de vidro, de Aldo Lado. 

Estevão é um funcionário do IML que possui a habilidade de falar com os mortos. No filme italiano o cadáver tem consciência, mas não se comunica com os vivos, diferente deste, em que o protagonista fica sabendo da vida privada da população paulistana a partir de seus intermediários do outro mundo. 

Estevão passa por uma crise conjugal e financeira, seus filhos tornam-se vítimas da convivência familiar meio disfuncional. Num dia típico de trabalho, um cadáver provocador e inconsequente conta-lhe um segredo guardado por sua mulher. 

A revelação atormenta-o a níveis paroxístico e em alguns momentos ele perde a sanidade e passa a ser questionado por colegas de trabalho. O comportamento estranho vira um perigo para seus amigos e família.

O filme é bom e pode competir, sem demérito nenhum, com outros estrangeiros do mesmo gênero. O excesso de palavrões e cenas explícitas podem afastar o público infantil, reduzindo, possivelmente, o número de espectadores. 

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para manter ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.