Sugestão Netflix: Muitos Homens num só

Bom filme nacional, adaptação de uma das obras do escritor e jornalista João do Rio

Bom filme nacional, adaptação de uma das obras do escritor e jornalista João do Rio. A reconstituição histórica é bem feita e também são boas as atuações dos personagens principais. A diretora venceu dez prêmios no festival de cinema de Pernambuco. 

Desde a época do filme ou até antes dela, o Rio de Janeiro se envaidecia de seus malandros, ladrões de pequena monta que, pela esperteza e elegância eram (são) alçados à categoria de tipos folclóricos.

A história do filme é sobre um deles, um sujeito de muitos nomes que vive de roubar hóspedes de hotéis e violar-lhes a correspondência, tornando-se, assim, pleno conhecedor da vida alheia. 

A produção se vale do mau exemplo para mostrar a constituição psíquica do carioca que já no início do século XX glamorizava ratos de hotel e malandros. De lá para cá nada mudou e a aceitação popular de tipos como Carlos Imperial, Romário e Sergio Cabral são prova inconteste disto. 

O filme está mais próximo de uma biopic que um thriller, por isso, não o recomendo para quem espera mais ação. 

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para manter ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.