Sugestão NOW e Vivo Play

Magal e os Formigas é um caso raro de boa comédia nacional

Uma joia escondida na Vivo Play e no NOW. Encontrei o filme por acaso, o título chamou a atenção. Ele não passou nos cinemas nem teve muita divulgação, mas é um caso raro de boa comédia nacional. 

João, o protagonista aposentado é um homem metódico, obcecado com suas invenções e cálculos para acertar na loteria. Ele usa a matemática para tentar ganhar, obviamente o jogo é pura questão de sorte, do contrário se fosse facilmente burlável não haveria mais loteria e é claro que seus esforços extras não adiantam de muita coisa. 

João tem personalidade taciturna, reservada e é um pouco rabugento, prefere fazer ouvido mouco quando recebe visitas em casa para evitar a socialização. João acredita que músicos como Magal são diletantes, o que é irônico já que sua personalidade de trabalhador dedicado não combina com sua obsessão pela loteria, que é normalmente o recurso dos sonhadores. Mal sabia ele que para sua sorte, ou azar, o próprio Sidney Magal apareceria em espírito, ilusão, miragem, devaneio ou outro para lhe dar conselhos. 

Enquanto o patriarca passa por crises psicóticas, seu filho Sérgio acorda como um empresário local. A vinda de Sidney Magal, um astro nacional numa periferia paulista, esta é a oportunidade de sua vida para ganhar dinheiro rápido como gestor de eventos. A ideia agrada-lhe a ponto de se endividar até o pescoço para ter um palco à altura da estrela. 

Infelizmente, faltando poucos dias para o evento, a ONG parceira que financiaria a vinda de Magal cancela o acordo deixando Sérgio com as mãos abanando, os agiotas evidentemente não acreditam na sua versão e exigem o pagamento. Desesperado com os credores, Sérgio busca uma banda cover para preencher a lacuna deixada pelo insubstituível Magal. 

Esta é a primeira incursão do roteirista Newton Cannito na direção. Como roteirista e co-roteirista tem trabalhos irregulares. Onde encontra-se de tudo, não sei se é justo chama-lo de inconstante, já que a tarefa de escrever um roteiro ou argumento de filme ou série pode vir de várias mãos, as melhores produções em que Newton se envolveu são, na minha opinião: Cidade dos Homens e este Magal e os Formigas. 

Neste filme, tudo gira em torno de Sidney Magal, parece que o filme foi feito para ele e pensando nele, a história insana é absolutamente imprevisível apesar de alguns personagens típicos do cinema, como o homem inseguro, a jovem deprimida, a esposa solitária, os amigos saudosistas da juventude, entre outros, mas a trama em si, eu nunca vi ninguém dar tanto relevo a um cantor brega. 

A comédia é divertida e original, mas não chega a ser pastelão, o humor é sutil, nada para morrer rolar de rir, não se enganem com o trailer, o filme oferece bem mais. 

O cinema brasileiro pode aproveitar novamente os artistas do passado que hoje viraram cults como: É o Tchan, Beto Barbosa, Dona Onete e Alceu Valença – talvez a pegada mais descolada seja favorável ao revival -, ou talvez eu esteja errado e este filme tenha o mesmo destino de outros que usaram famosos em suas épocas, mas que hoje caíram no esquecimento como nos casos de Teixeirinha, Roberto Leal, Milionário e José Rico, Pelé, Zico, Faustão, Sandy e Júnior e até Elke Maravilha. 
 

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para manter ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.