Surdez no áudio

Desde início, sempre trabalhei com o volume do receptor dos estúdios bem alto

 

Desde início, sempre trabalhei com o volume do receptor dos estúdios bem alto. Foi assim na Rádio Cachoeiro, depois nas emissoras de Vitória e Estados Unidos.
 
Na realidade queria mesmo era ouvir os detalhes da música, do comercial e por ai vai. O pessoal sempre dizia que aquilo iria fazer mal aos meus ouvidos, que “iria ficar surdo quando ficasse mais velho”.
 
Quando veio o advento de trabalhar com fones no ouvido, o sistema de altura era o mesmo. Lembro que era perfeito ter altura nos fones, principalmente quando traduzia as música, isso há 30 anos, imitando Helio Ribeiro.
 
Este devia trabalhar com o som nas alturas, pois era frequente ouvir “microfonia” quando fazia seu programa nas rádios Tupi e depois na Bandeirante. Falar nisso, acho que os locutores esportivos devem trabalhar com bom volume, por estarem preparados para as diversas intervenções externas durante uma jornada esportiva.
 
Hoje, o pessoal de casa diz que estou surdo, já que sempre falo “o que?” a cada coisa que falam comigo, na distância, lógico.
 
Atualmente vejo as pessoas usando phones (pequenos e grandes) ouvindo música nos celulares, vejo outras com volume do som dos carros no máximo.
 
Enfim, é maravilhoso a gente poder ouvir uma música que seja a preferida, num phone bem definido em matéria de áudio. Acho que o phone não foi criado para ser usado visando a não atrapalhar quem esta do lado, mas para poder aquilatar a beleza de uma música, de uma boa leitura.
 
Quando colocamos um bom phone nos ouvidos e nele uma música belíssima, o mundo se transforma na nossa visão, através daquela audição.
 
PARABÓLICAS
 
Ze Capiau assessora excelentes duplas sertanejas, levando-as às rádios e tocando em seu horário na Rádio ES.
 
Rogerinho Borges levando a ferro e fogo sua gestão à frente da Universitária FM. Não é fácil, sabemos disso.
 
O pessoal do nosso sindicato saiu às ruas, passando em cada emissora, conscientizando e alertando sobre a campanha salarial.
 
Encontramos com o velho amigo Athanázio, grande programador musical. Ele está à disposição para novos contatos.
 
MENSAGEM FINAL
 
Uma prova de que Deus esteja conosco não é o fato de que não venhamos a cair, mas que nos levantemos depois de cada queda. Santa Tereza D'Ávila
  • Palavras-Chaves
Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para manter ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.