'Tem boi na linha'

Metendo-se no meio da disputa caseira entre Hartung e Casagrande, Rose de Freitas tem realmente alguma chance?

E a senadora Rose de Freitas (Podemos)?  O que ela está fazendo com sua candidatura ao governo do Estado? Metendo-se no meio da disputa caseira entre o governador Paulo Hartung e o ex-governador Renato Casagrande (PSB), o faz por ousadia, apenas, ou tem realmente alguma chance?
 
Os levantamentos que circulam nos bastidores políticos indicam que Rose tem tido um bom crescimento, mas existe o  outro lado desta moeda: a única chance de PH engolir Casagrande no primeiro turno é ela deixar a candidatura. 
 
Então, com Rose no páreo, haverá segundo turno e, com certeza, a senadora não vai subir no palanque do PH, pois tem contas a ajustar com ele desde quando disputou uma convenção à prefeitura de Vitória contra Hermes Laranja e perdeu por dois votos. 
 
À época, PH mantinha um capital político proveniente da sua atuação estudantil e entrou na oposição à Rose. Ambos, a partir desse momento, tiveram uma evolução marcante no mundo político do Estado, mas quanto mais PH crescia, mais Rose tinha de lutar para se manter na política. Foi para o interior atrás de prefeitos e outras lideranças e criou as condições para evitar o seu alijamento político tão tentado por PH. 
 
Essa situação, já se sabe, teve seu ápice quando Rose foi candidata ao Senado pelo mesmo partido de PH e ele foi para o palanque do ex-prefeito de Vitória, João Coser (PT), além de ter movimentado muito gente contra ela. Rose ganhou e PH teve de engolir essa realidade que persiste até hoje.
 
Volto ao quadro inicial da candidatura de Rose ao governo, para mostrar que as possibilidades dela ganhar são reduzidas, muito embora apareça razoavelmente no páreo, atrás de PH e Casagrande. 
 
Não quero dizer que esta análise é absolutamente concreta. Em se tratando de Rose, não digo mesmo! Vários políticos de boa posição foram alvejados e eliminados por PH com sucesso, mas com Rose, ele não obteve êxito. 
 
De minha parte, vou ficar com o que está aí: PH versus Casagrande, mas sem tirar o olho de Rose.
 
Até porque, dos três, quem melhor se movimenta na rua é exatamente a senadora. É atraente eleitoralmente e costuma surpreender. 
  
  • Palavras-Chaves
Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para manter ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.