Transbordando

Mensalão, senador boliviano e Túlio Maravilha

Apesar de falar sobre mídia, falo hoje do que vejo nela, afinal, este espaço não é só para ficar falando dos processos técnicos e programação de TV, rádio, jornal ou internet.
 
Alguns fatos me chamaram a atenção esses dias. Entre eles o julgamento do mensalão. Foi provado o roubo, a ingerência política, a safadeza dos julgados e mesmo assim eles continuam soltos, ocupando cargos e fazendo coisas que envergonham qualquer brasileiro. Pois além disso, fica claro a gente ver alguns ministros do Supremo defendendo esses caras. É revoltante.
 
Outra coisa é a polêmica envolvendo o senador boliviano, que estava sendo perseguido e achincalhado em seu país, tendo pedido asilo político na embaixada brasileira. Lá foi o nosso Ricardo Ferraço, como presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado buscar o referido homem. Se o então ministro Antônio Patriota não fez, fez um capixaba. Ricardo defende também uma coisa pra lá de louvável, a não obrigatoriedade do voto.
 
Só mesmo nós, capixabas, que teríamos de testemunhar uma coisa que não é reconhecida por nenhum órgão esportivo oficial. O milésimo gol do jogador chamado Túlio. A conta é dele, só dele. Vejam bem, só existe um jogador no mundo que fez mais de mil gols e este era tido como o melhor jogador do mundo. Quero ver a reação da nossa imprensa quando ele fizer o milésimo. Será que é bom para o ES só porque ele esta jogando aqui atualmente? Mas isso não dignifica nosso Estado.
 
PARABÓLICAS
 
A Gazeta (jornal) publicou mais um caderno do “Recall”, que o esquema comercial é inteligente, não resta a menor dúvida.
 
Há mais de 20 anos que o amigo Mussula atua na área sindical. Hoje é uma figura respeitada no meio, inclusive na Prodesp.
 
Paulo Duarte entra de férias aproveitando para cuidar de uma de suas vistas. Afinal, o bom narrador tem de “ver” tudo.
 
Muito bom o Programa Abbey Road apresentado no canal pago, feito com bandas que interpretam Os Beatles indo tocar no famoso estúdio londrino.
 
MENSAGEM FINAL
 
Prefiro um engano que me divirta a uma experiência que me entristeça.
 
Shakespeare
  • Palavras-Chaves
Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para manter ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.