'A tese da PM e a minha era de que não houve mando no crime do juiz'

Coronel Aurich relembra as controvérsias do caso Alexandre Martins e fala do movimento da PM de 2017


Chefe da Casa Militar na época do crime do juiz Alexandre de Castro Martins, o coronel Luiz Sergio Aurich acompanhou de perto os desdobramentos do caso. Ele fala nesta entrevista das controvérsias existentes até hoje, 15 anos depois, e do movimento realizado pela Polícia Militar do Estado em 2017.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Aprovação da lei de promoções na PM revela bloco de oposição na Assembleia

Vandinho, Bahiense, Torino, Assumção, Pazolini e Quintino, a tropa de choque contra o projeto do governo

Associações de Militares enviam ao governo alterações na lei de promoções

Para cabo Eugênio, minuta em tramitação não atende completamente às expectativas e necessidades da tropa

Os palhaços do Ri(s)o Doce

Expedição dos Palhaços Sem Fronteiras trabalha riso como forma de regeneração em comunidades atingidas

Casagrande recebe associações, mas não atende pleitos da Polícia Militar

Lei de Promoções enviada à Assembleia será a mesma da gestão passada, ''aberta a mudanças''