Abertas inscrições para Encontro Estadual da Juventude Negra

Em sua quarta edição, evento terá dois dias de atividades no quilombo Graúna, em Itapemirim

O quilombo Graúna será a sede do IV Encontro Estadual da Juventude Negra, que acontece nos dias 27 e 28 de julho, reunindo 80 jovens. As inscrições são gratuitas e já estão abertas por meio de formulário online e há distribuição de vagas para jovens negros da periferia, LGBTQI+, jovens de religião de matriz africana, indígenas, quilombolas e outros. Um ônibus sairá de Vitória na noite do dia 26 rumo ao local do encontro.

Unindo debate, formação e organização política, a programação terá diversas atividades como palestras, rodas de conversa e oficinas com temas como violência e segurança pública, ancestralidade e renovação de quadros, identidade, beleza negra, escrita criativa, teatro do oprimido, artesanato e noite cultural.

De acordo com Crislayne Zeferino, coordenadora do Fórum Estadual da Juventude Negra do Espírito Santo (Fejunes), o local foi escolhido a partir de uma problematização de uma mulher negra de Itapemirim sobre a dificuldade da juventude quilombola se reconhecer enquanto negra. "O objetivo deste encontro é mobilizar, fortalecer, dialogar, unificar e formar a juventude negra capixaba, sobretudo a periférica e quilombola para assim lutarmos contra o fim do extermínio que sofremos. Mobilizaremos os jovens da região metropolitana para conhecer e trocar conhecimentos com a juventude quilombola para juntos lutarmos contra o racismo estrutural que existe na sociedade e a falta de políticas públicas para juventude negra, sobretudo periférica e quilombola".

Ela destaca a diversidade da juventude negra e a necessidade de unificar os debates e construir identidades para fortalecer a luta contra o racismo e a violência contra corpos negros. "Nós, juventude negra capixaba, sentimos que somente com a organização, aquilombamento, formação de jovens e mobilização permanente do segmento, conseguimos lograr êxito nessa jornada contra o fim da morte dos nossos jovens negros", alerta a coordenadora do Fejunes.

Programação do IV Encontro Estadual da Juventude Negra

Sábado, 27 de Julho

7h - Café da manhã

8h - Credenciamento  e inscrições

8h30min - Abertura - Mesa com autoridades que apoiam o projeto

- Fala do Griô: Gira Ancestralidade e  renovação de quadros

10h - Gira Mariele Franco:  (In)Segurança Pública que encarcerar e mata: o genocídio do povo negro - conviddado André Constantino (Rio de Janeiro)

11h - Gira Tereza de Benguela: As estratégias da Juventude Negra/ Quilombola para sobreviver

- Representante da Juventude Quilombola de Kennedy

- Representante do Fejunes

12h - Debate

12h30 - Almoço

14h - Gira Beleza Negra: Cadê a maquiagem para minha pele, Brasil?! - Oficina de maquiagem para pele negra

- Gira Black Power: Meu cabelo é Afroquilombo Sim -  Oficina de Penteado Afro e Oficina de Cabelim na Régua

16h - Café da Tarde

16h30 -  Gira Resistência e Fortalecimento das juventudes: Minha Coroa é AfroQuilombola - Oficina de Turbante

18h - Jantar 

19h -  Noite Cultural: Pagode Gospel, cantora Cassiane, capoeira, Dj Djuly, Manguetto Bloco

Domingo, 28 de Julho

7h - Café da Manhã

8h - Gira mãe África: O espelho reflete minha ancestralidade - Oficina de Teatro do Oprimido

- Gira Palmares:  Minha escrita, minha história quilombola- Oficina de Escrita Criativa

- Gira: A história que não me contaram quando era criança - Oficina de  boneca Abayomi

- Gira: O que eu faço é arte - Oficina de Artesanato

13h -  Conhecendo o Quilombo de Graúna

17h - Gira: Se aquilombar para  existir e resistir na luta antirracista e anticapitalista - Oficina de Identidade 

18h - Encerramento

Leia Também:

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
1 Comentários
  • Keila Batista viana , segunda, 15 de julho de 2019

    Bom faço parte da varal agência de comunicação que se localiza no território do bem , em Itararé e teve uma palestra do abne explicou muita coisas sobre consciência negra sobre sexualidade e uma das parte o abne falo sobre o fejunes , fiquei com muita vontade de ir porque sou negra me amo muito e gostaria muito de fazer parte desse encontro .

Matérias Relacionadas

Publicação registra lutas contra exploração petroleira no Espírito Santo

Almanaque da Campanha Nem Um Poço a Mais será lançado nesta quinta-feira durante a III Semana Sem Petróleo

Pluralidade do povo negro em exposição fotográfica

Em 'Eu? Pretx', Stel Miranda e Patty Borges registram modelos negros. Lançamento contará música e poesia

Estado participa de campanha nacional contra extermínio de jovens da periferia

Movimento negro realiza sarau neste sábado no Centro de Vitória com artistas que dão voz à juventude

Estado venderá prédio que poderia ser destinado à moradia social

Enquanto ensaia construir política habitacional, governo se desfaz a preço baixo de edifício de 10 andares