Andamentos das obras do Governo poderão ter mais transparência 

O projeto, de autoria do deputado Sergio Majeski, aguarda a sanção do governado Renato Casagrande

Depende da sanção do governador Renato Casagrande para que passe a  vigorar, como lei, projeto do deputado estadual Sergio Majeski (PSB), que obriga o Governo do Estado a divulgar mensalmente, pela internet, informações detalhadas sobre a realização e o andamento de obras e serviços. 

A proposição foi aprovada neste mês na Assembleia Legislativa e aguarda os trâmites legais, que serão concluídos com a sanção do Executivo, caso o governador concorde com as normas estabelecidas. O projeto está amparado pela Constituição Federal, que obriga a Administração Pública a obedecer, dentre outros, ao princípio da publicidade, e pela jurisprudência do Supremo Tribunal Federal (STF).

Caso vire lei, o governo terá que informar as obras realizadas diretamente pelas instituições do Estado ou mediante contrato com empreiteiras ou concessionárias do serviço público. O objetivo é ampliar o controle da população sobre o uso dos recursos, através da ampliação da publicidade.

Para o autor da proposta, ter acesso a todas as informações sobre obras e contratos, feitos com dinheiro público, é um direito do cidadão. “Desde os primeiros dias do mandato colocamos como prioridade zelar pelo bom uso dos recursos públicos e o nosso projeto garante transparência facilitada a qualquer pessoa, como também aos órgãos de controle”, destaca Majeski.

Entre os dados a serem informados estão a descrição da obra a ser realizada; localização; datas da contratação e do início da execução; previsão de término; órgão financiador e fonte dos recursos; valor inicial do contrato e acréscimos que venham a ocorrer. 

E também os valores empenhados, liquidados e pagos até a data da atualização; a situação da obra (em andamento ou paralisada, indicando o percentual que já foi executado), endereço e telefone do órgão público ou entidade executora ou contratante, responsável pelas informações e documentos correspondentes da obra; a empresa ou pessoa física responsável pela execução, relacionadas por cada parcela da obra, quando esta for licitada por partes; e o relatório fotográfico.

Em caso de paralisação, deverá ser publicado a data de interrupção dos trabalhos; o percentual da obra física executado; o valor e o percentual de recursos liquidados e pagos até a data da paralisação; a data e a identificação do responsável pela emissão da ordem de paralisação; e a motivação da ordem de paralisação.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
1 Comentários