Ateliê, galeria e café cultural funcionarão no verão em Conceição da Barra

Coluna: obra de Tarsila em Vitória, Silva e Maria Gadu de graça, livro sobre congo, América Latina unida

Residência artística em Conceição da Barra

Um encontro entre arte e psicologia é a promessa da Casa da Barra, um espaço cultural temporário em Conceição da Barra. O empreendimento é fruto de uma parceria de mãe e filho: a psicóloga Sônia Rodrigues e o artista plástico e ilustrador Thiago Balbino. Vai servir de ateliê e residência artística de Thiago em sua passagem pela terra natal, já que vive há quatro anos na Alemanha. O local também terá galeria de arte e um café cultural. A inauguração será às 16h30 do primeiro dia de 2020. Nada como praia, café e arte para curar a primeira ressaca do ano. Mais informações no Instagram

 

Silva e Maria Gadu juntos pelos Direitos Humanos

O Dia Internacional dos Direitos Humanos, 10 de dezembro, vai contar com o show “Vitória de Todas as Vozes: um canto de igualdade”, contando com o cantor capixaba Silva e participação de Maria Gadu. Terá início às 19h na Praça do Papa, com apresentação também de Monique Rocha e o projeto Samba Pras Moças. A iniciativa é da Secretaria de Cidadania, Direitos Humanos e Trabalho (Semcid) da Prefeitura Municipal de Vitória. 

Livro sobre congo

O lançamento oficial do livro 30 anos da gravação de Madalena do Jucu, de Déborah Sathler, vai acontecer no dia sete de dezembro com uma programação especial no Estúdio Bravo, em Jardim da Penha. A abertura vai ser às 15h, com a apresentação do livro e autógrafos com a autora, junto com uma exposição de casacas e tambores. A celebração continua com uma palestra percursiva com o músico Tunico da Vila, filho de Martinho da Vila, que vai falar sobre as raízes africanas do samba e do congo. O encerramento será com apresentações das bandas de congo Amores da Lua e Mestre Honório. Programação gratuita. 

Novo som

Tem lançamento no rap capixaba. A Uz7 Records apresentou a gravação de Crises Internas, música fruto da parceria de Victor Pooh, Alex Emissário, Zin Tavares e Ton Withan. Ouça!

Eliza Capai será homenageada em Muqui

Com três dias de atividade em dezembro, a oitava edição do Festival de TV e Cinema de Muqui (Fecim) vai homenagear Eliza Capai, cineasta capixaba com destacada carreira em documentários políticos e produções televisivas, vencedora de dois prêmio no Festival de Berlim, um dos mais importantes do mundo. O tema do evento deste ano é “De volta para o futuro na cidade menina”. Muqui, veja só, é a cidade natal do pai de Eliza, o fotógrafo Humberto Capai, que já em registrou em livro a cultura popular e arquitetura do município. Mais informações na página oficial do Fecim. Foto: Berlinale

Vídeo nas comunidades

Na próxima segunda-feira (2), o projeto Vídeo nas Comunidades realiza o seu Festivalzinho, quando serão exibidos cinco filmes de curta-metragem desenvolvidos por alunos de uma oficina de produção audiovisual desenvolvida entre 4 e 14 de novembro na Escola Estadual Jones José Nascimento, em Central Carapina, na Serra. Os alunos do 6° ano aprenderam em aulas com o fotógrafo e cineasta Bernard Lessa sobre elementos como roteiro, direção, interpretação e trilha sonora. A iniciativa é do Instituto Brasil de Cultura e Arte (IBCA) com recursos do Funcultura para projetos nos bairros do programa Ocupação Social.

Obras de Tarsila e Portinari serão leiloadas em Vitória

Trabalhos artísticos de Tarsila do Amaral, Cândido Portinari, Di Cavalvanti e Homero Massena farão parte do Grande Leilão de Natal do Empório das Artes. O acervo que vai a leilão está aberto a visitação de 28 de novembro a dois de dezembro, com o pregão acontecendo no dia três, às 20h. O Empório das Artes funciona no Praia Shopping, na Praia do Canto, podendo ser visitado no sábado e segunda-feira de 9h às 19h e no domingo de 14h às 21h, com entrada gratuita.

Publicação reúne experiências em Dança

O Laboratório do Intérprete-Criador: Núcleo de Pesquisa em Dança (Lab.IC) disponibilizou online e gratuitamente um dossiê que reúne relatos das experiências de dez artistas que participaram do projeto entre março e setembro em Vitória, com encontros coordenados pela bailarina e pesquisadora Ivna Messina, além de duas mostras abertas ao público. A publicação está disponível no Google Play.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

O 'rock psicolésbico' cafona de Roberta de Razão

Formada na escola hardcore e punk vilavelhense, Lorena Bonna abraça brega e sofrência em novo projeto

Cineclubes realizam exibição gratuita de Bacurau em Vitória

Na coluna: reforma de edifícios históricos na Prainha, festival de música em Itaoca, Oses contrata músicos

Aldeia Temática de Aracruz lança Plano de Visitação para etnoturismo

Espaço recebe visitantes que queiram conhecer cultura indígena e a Mata Atlântica no Espírito Santo

Coco, afoxé, maracatu e congo no Mucane

Debate, oficinas e apresentações musicais marcam aniversário dos grupos Arakorin e Maracatu Santa Maria