Ato contra o fascismo e em defesa da democracia será realizado no Estado

Terezinha Cravo convoca todas as religiões que queiram enfrentar o discurso do ''Deus do ódio''

O Fórum Igrejas e Sociedade em Ação aprovou a realização de um ato no Espírito Santo em defesa da democracia e contra o fascismo. A decisão foi tomada em reunião realizada na última quinta-feira (5). A manifestação já tem data: será no dia primeiro de abril, provavelmente em Vitória.

Segundo a representante do Movimento Estadual de Fé e Política e do Coletivo de Estudo da Conjuntura (CEC) no Fórum, Terezinha Baldassini Cravo, a data foi escolhida por marcar os 56 anos do golpe militar. 

O ato é puxado em nível nacional pelo movimento Cristãos Contra o Fascismo e acontecerá em vários estados brasileiros. “Soubemos da iniciativa por uma nota divulgada pelo movimento e achamos oportuno discutir a realização aqui. A proposta é aberta a todas religiões que queiram enfrentar esse discurso fundamentalista de um Deus violento, que prega o ódio, que não é amor”, diz Terezinha. 

O movimento Cristãos Contra o Fascismo afirma que o Brasil passa por um momento grave de ataque à democracia, com o avanço de uma narrativa pautada no ódio, na exaltação da violência e na indiferença quanto ao sofrimento humano. Essa narrativa, que ganha contorno institucional, se apresenta no discurso de autoridades e ameaça as bases democráticas do País. 

O grupo afirma, ainda, que é inspirado pelos passos da vida de Cristo. Por isso, baseando-se no evangelho, defende princípios como a democracia como expressão de respeito à diversidade, ao calendário eleitoral, às garantias das liberdades individuais e coletivas, o respeito à Constituição; cultura de paz; uma economia que não coloque o lucro acima das pessoas e do meio ambiente; e a justiça social como expressão da superação da grave desigualdade que marca o Brasil.  

“A vida de Jesus nada tem a ver com essa visão que se aproveita da miséria do povo para promover alienação”, destaca Terezinha. Segundo ela, serão realizadas reuniões de articulação com as mais diversas religiões para construção do ato no Espírito Santo. 

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

'Parem de nos matar!', gritam jovens da periferia para a polícia

Ato realizado nesta quinta-feira reuniu comunidades lembrando a morte de Caio Matheus no Bonfim

Mulheres de Guarapari realizam ato contra feminicídio

Ação acontece após o assassinato de Shirley Simões, que havia pedido medida protetiva dias antes do crime

Moradores bloqueiam avenida contra fechamento de Banestes no Centro

Ato aconteceu na manhã desta quarta-feira (8) em Vitória, antes de reunião com diretoria do banco

'É a confirmação de uma tradição da extrema-direita no Espírito Santo'

Pedro Ernesto Fagundes, professor da Ufes, fala sobre o ressurgimento do movimento integralista no Estado