Bloco Afro Kizomba começa preparativos para Carnaval 2019

Ensaios acontecem duas vezes por semana no Mucane. Bloco valoriza cultura negra e combate o racismo

Fotos: Daiana Rocha

Uma das novidades do carnaval de Vitória no ano passado foi o Bloco Afro Kizomba, que traz o caráter reivindicativo em torno da questão negra no Espírito Santo. Para 2019, o grupo inicia oficialmente os preparativos para o desfile deste ano. Os ensaios abertos acontecem a partir do dia 10 de janeiro, às terças e quintas-feiras, 18h30, no Museu Capixaba do Negro (Mucane), localizado no Centro de Vitória.

“O bloco surge da necessidade de dar visibilidade ao movimento negro nas ruas, combater o racismo e mostrar a expressão cultural do povo negro. O carnaval é uma expressão da cultura negra no Brasil, mas, muitas vezes, o negro não tem visibilidade dentro dessa festa”, diz Édson Bonfim, um dos coordenadores do Afro Kizomba.

Para 2019, o bloco traz como novidade uma música própria que leva o nome “Lutemos pelos nossos”, lema do desfile deste ano. Na letra, fala-se do feminicídio e extermínio da juventude negra, citando as mortes da vereadora Marielle Franco no Rio de Janeiro e dos irmãos Ruan e Damião no morro da Piedade, em Vitória. O lançamento oficial da canção composta por Monique Rocha e Jean Carlos (confira a letra abaixo) será realizado na primeira quinzena de fevereiro em data e local a confirmar.

Outra novidade do aquecimento pré-carnaval é que o Afro Kizomba deve tocar na abertura de ensaios de escolas de samba como a Unidos da Piedade, Imperatriz do Forte e Independente de Eucalipto. “Estamos buscando parcerias para interação com a comunidade negra nesse momento em que recrudesce o racismo, e os pequenos avanços que a comunidade negra teve nos últimos anos estão ameaçados”, explica Édson.

Para o carnaval, a previsão do grupo é levar cerca de 500 foliões às ruas no sábado, dia 3 de março, mantendo o trajeto que vai do Mucane até o Bar da Zilda, considerados dois pontos importantes para a cultura negra na capital capixaba. O repertório vai de sambas-enredos ao congo capixaba, passando por sucessos de grupos como Olodum, sob comando de Mestre Tião, ex-mestre de bateria da Unidos da Piedade.

No ano passado, o Afro Kizomba foi multado em cerca R$ 1400 pela Prefeitura Municipal de Vitória (PMV) por desfilar sem permissão da prefeitura. Apesar dos protestos, o grupo que é independente teve que arcar com o valor, que subiu para cerca de R$ 1800 devido ao parcelamento, tendo sido quitado pelos próprios integrantes do bloco. Para este ano, o grupo já providenciou o pedido de licença junto à PMV.

Confira a letra do samba do Bloco Afro Kizomba em 2019:

LUTEMOS PELOS NOSSOS

(Jean Carlos e Monique Rocha)

 

Hoje a cidade veio ver

Afro Kizomba na avenida

O que a sociedade tenta esconder

A gente mostra

Negro lutando pela vida

 

Hoje a cidade

Veio ver

Afro Kizomba

Na avenida

O que a sociedade

Tenta esconder

A gente mostra

Negro lutando pela vida

 

Lutemos pelos nossos

Pra não acontecer

O que aconteceu

No morro da Piedade

Dois jovens inocentes

Morreram sem dever

Cadê nossa resposta

Quem vem das autoridades?

 

Hoje a cidade

Veio ver

Afro Kizomba

Na avenida

O que a sociedade

Tenta esconder

A gente mostra

Negro lutando pela vida

 

Hoje a cidade

Veio ver

Afro Kizomba

Na avenida

O que a sociedade

Tenta esconder

A gente mostra

Negro lutando pela vida

 

História parecida

Que vem de outra capital

Calaram uma voz

Que vem da periferia

Mulher NEGRA, ativista

Defendia o ideal

Que fazia a divergência entre o estado e a  Milícia

 

Hoje a cidade

Veio ver

Afro Kizomba

Na avenida

O que a sociedade

Tenta esconder

A gente mostra

Negro lutando pela vida

 

Hoje a cidade

Veio ver

Afro Kizomba

Na avenida

O que a sociedade

Tenta esconder

A gente mostra

Negro lutando pela vida

Leia Também:

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.