Casagrande anuncia novos secretários e critica postura do atual governo

David Diniz ocupará a Casa Civil, Flávia Mignoni a Comunicação, e Luiz Paulo o Instituto Jones

Ao anunciar os nomes de mais dois secretários de Estado e do presidente do Instituto Jones dos Santos Neves nesta quinta-feira (8), o governador Renato Casagrande (PSB) criticou o “comportamento desse governo”, em referência à chamada “farra de convênios” com repasses em parcela única às prefeituras, o que pode comprometer as finanças públicas da sua gestão.  

Os nomes anunciados são o advogado David Diniz de Carvalho, filiado ao PPS e atual secretário da Fazenda da de Vitória, que ocupará a Casa Civil, e a jornalista Flávia Mignoni para a Secretaria de Comunicação. Os dois já ocuparam cargos semelhantes na primeira gestão de Casagrande, em 2011, Flávia na Comunicação e David Diniz no Planejamento.

Os dois anúncios já eram esperados, mas a surpresa ficou por conta da indicação do engenheiro Luiz Paulo Vellozo Lucas, ex-prefeito de Vitória e derrotado na disputa à Câmara Federal nas eleições de 7 de outubro. Luiz Paulo migrou do PSDB para o PPS, formando um bloco de oposição do governador Paulo Hartung, atualmente sem filiação partidária.  

Renato Casagrande destacou, à medida em anunciava os novos nomes, a herança do atual governo, detendo-se na questão dos convênios e citando o processo que está em andamento no Tribunal de Contas, que já recebeu parecer favorável - suspensão dos convênios - à denúncia apresentada pela equipe de transição, com pedido de uma auditoria, visando maior transparência.   

Durante o anúncio, o governador eleito anunciou a integração do Sistema Rádio e TV do Estado com o Diário Oficial, a fim de fazer “uma só estrutura” para cuidar da Comunicação do governo, que deverá se conectar com os novos meios, a fim de promover maior aproximação com a sociedade.

Casagrande destacou ainda o trabalho do Instituo Jones dos Santos Neves, órgão de pesquisa econômica e social e de formulação de políticas públicas, que nos últimos governos vem sendo desvalorizado. Ele destacou a experiência de Luiz Paulo na política e como técnico, com formação em engenharia da produção, com passagens em cargos importantes, inclusive no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). 

No último dia 5, Casagrande já havia anunciado os secretários Álvaro Rogério Duboc Fajardo, para a pasta de Planejamento, e Rogélio Pegoretti Caetano Amorim, para Fazenda. 

Leia Também:

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
2 Comentários