Chuvas causam desabamentos e pontos de alagamentos na Grande Vitória

Previsão é de mais precipitação para a Grande Vitória nesta segunda-feira

As chuvas que atingiram a Grande Vitória, na madrugada desta segunda-feira (15), causaram alagamentos em diversos bairros da região metropolitana, com maior volume pluviométrico registrado em Vila Velha, Serra e Vitória. A Defesa Civil registrou queda de muros e alagamentos em ruas e avenidas da Capital. A previsão do tempo alerta para mais pancadas durante o dia. 

Na Capital, o índice de chuvas foi de 108,5 milímetros, dez vezes mais do que o previsto. A Defesa Civil Municipal atendeu a oito chamados, sendo dois imóveis que desabaram em decorrência de deslizamentos.

Uma casa de alvenaria desabitada na Ilha de Santa Maria teve sua estrutura comprometida. O desabamento impossibilitou o acesso a uma residência localizada ao lado e a Defesa Civil de Vitória, junto ao Corpo de Bombeiros, esteve no local para prestar auxílio à família, que não quis deixar o imóvel. Na tarde desta segunda-feira (15) o órgão voltará ao local com a Central de Serviços, que efetuará a limpeza.

Em São Pedro, o teto de um barraco de madeira desabou e os ocupantes do imóvel (pai, mãe e filha) foram alojados em casa de parentes. A Defesa Civil voltará ao local na tarde desta segunda juntamente com o serviço de acolhimento social e a Central de Serviços. Em caso de ocorrência, os munícipes podem acionar o plantão 24h da Defesa Civil de Vitória pelo telefone (27) 98818-4432.

Estações de bombeamento

As estações de bombeamento de Vitória estão funcionando normalmente e operam 24 horas por dia: estação Antônio Pinto, em Santa Luiza; estação Bento Ferreira; estação Santa Lúcia, em Bento Ferreira; estação Praia do Canto e estação Viaduto Ufes, em Jardim da Penha. Elas têm capacidade de escoar, no total, 53.795 litros de água por segundo.

Cariacica

De acordo com a Defesa Civil, em Cariacica, há pontos de alagamento na Avenida América, em Jardim América, e em Campo Grande, na Avenida Expedito Garcia, e na Avenida Leopoldina.

Vila Velha

A Defesa Civil de Vila Velha disse que não registrou nenhum chamado em decorrência das chuvas. Nos locais que sofreram com algum tipo de alagamento, o nível das águas já estão baixando.

Os pontos de alagamentos divulgados pela prefeitura foram: praça Assis Chateaubriand e na Avenida Carlos Lindenberg, na entrada do Ibes; na Rua Gil Bernardes, em Nossa Senhora da Penha; no cruzamento das avenidas Carlos Lindenberg com a Pedro Gonçalves Laranja, em Cobilândia; na Avenida Santa Leopoldina e no entorno da Praça de Coqueiral de Itaparica; na Av. Senador Robert Kennedy, Rodovia do sol, em Itaparica; e na Rua Gil Bernardes da Silveira, em Santos Dumont.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

2013 novamente? Com 240mm de chuva em 24h, Grande Vitória fica debaixo d'água

Vila Velha anunciou situação de emergência e Defesa Civil entrou em alerta máximo com chuvas deste sábado

Água de reserva para consumo da Grande Vitória alaga fazendas às margens do Jucu

Cesan também não iniciou obras para reservar 8,3 bilhões de litros em lagoas artificiais na Barra do Jucu

Chuva e política

Com as chuvas, o vice-prefeito de Vitória, Sérgio Sá, ganha visibilidade para as eleições de 2020

Chuvas cancelam aulas, eventos e deixam Defesa Civil em estado de alerta

Tribunal de Justiça também emitiu comunicado de que não haverá expediente nesta sexta