Com mutirão de limpeza, moradores pedem respeito ao mangue

Atividade acontece na manhã do próximo sábado em Maria Ortiz, bairro às margens do manguezal em Vitória

Não é a primeira vez nem deve ser a última que Lauro Almeida e alguns de seus vizinhos de bairro se mobilizam num mutirão para limpar o mangue em Maria Ortiz, Vitória. "Somos ribeirinhos, nascidos e criados na beira de mangue. A gente acaba se informando melhor sobre poluição, não jogar lixo no manguezal", afirma. No sábado (9), ele outros voluntário se levantam cedo e às 7h estarão na orla do mangue, em frente à Avenida Fernando Duarte Rabelo, para mais uma jornada.

Lauro explica que por ser ligado ao mar, o mangue é importante para o equilíbrio ecológico e serve para reprodução de espécies e local de alimentação de algumas delas. Mas reclama que boa parte dos moradores de região não se preocupam com esse rico ecossistema que os rodeia. "Estamos sempre tentando alertar para que não joguem ou deixem lixo no mangue nem nas ruas, pois o vento leva para dentro. É difícil uma dúzia querer limpar e um milhão não estar nem aí, pois não usam o local, não sobrevivem do que vem dali, não pescam", lamenta.

Apesar da decepção, estão longe de desistir, e a realização de mais um mutirão é prova disso. Esperam nesta edição conseguir juntar mais pessoas, já que os moradoes acompanham as atividades realizadas de forma independente há tempo, e também vem sendo feita divulgação pelo WhatsApp e outros meios que podem atingir voluntários de outras localidades interessados em apoiar a preservação desse ecossistema. "Se ninguém fizer nada vamos pescar e pegar latas, plástico, peixes mortos ou com lixo agarrado", diz Lauro.

Além da limpeza em si, a ideia do grupo é visibilizar a ação expondo o material retirado em local visível da orla para que os caminhantes possam ver, se sentirem impactados e repensarem seus hábitos e sua relação com o entorno. "Há muito descaso. Mas é importante a educação nas escolas e dentro de casa, está faltando trocar ideia com os filhos dentro de casa, com os alunos na escola", considera.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Movimento #NãoSeja1Lixo pede audiência pública sobre coleta de lixo em Fundão

Objetivo é discutir uma gestão mais eficiente do serviço, hoje onerada por um contrato por hora de serviço

Ação coletiva envolve 20 organizações para limpar o manguezal de Maria Ortiz

Terceira edição do evento, gratuito, será no próximo domingo e aberto a todos os interessados