'Crime do pó preto faz mais vítimas do que casos de Mariana e Brumadinho juntos'

Eraylton Moreschi, da Juntos-SOS ES, denuncia crime silencioso e continuado da Vale e Arcelor no Estado

Presidente da Juntos-SOS Espírito Santo Ambiental, entidade combativa na luta contra a poluição do ar na Grande Vitória, Eraylton Moreschi denuncia crime silencioso e continuado da Vale e ArcelorMittal: o pó preto.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
1 Comentários
  • João Francisco , quinta, 07 de março de 2019

    Acredito que ainda em 2019 a nova Diretoria da Vale seja afastada se não cuidar desse CRIME AMBIENTAL que pratica todos os dias do ano, por lançar 10,1 t de Pó Preto no ar. A SOCIEDADE saberá cobrar da Vale a responsabilidade pela morte de crianças e idosos.

Matérias Relacionadas

'A Vale destrói, o povo constrói': MAB dá início à jornada de lutas

Atingidos pressionam por assessoria técnica e lembram aniversários dos crimes em Mariana e Brumadinho

Ato pede anulação dos TCAs com poluidoras e da licença concedida à Vale

Organizado pela ONG Juntos SOS ES Ambiental, mobilização será no próximo dia 21, na Praia de Camburi

Corregedoria da Asssembleia vai apurar quebra de decoro de Capitão Assumção

Provocação foi feita pela própria Procuradoria da Casa, após discurso de incitação ao crime

Ato pedirá justiça no caso de irmãos executados em assentamento

Luiz Carlos e Antônio Raiz foram executados em Pedro Canário por policiais, que alegaram legítima defesa