Definição sobre vaga de Valci Ferreira reacende disputa ao Tribunal de Contas

A defesa do conselheiro afastado, que está preso, entrou com pedido de aposentadoria no IPAJM

O processo para declarar vago o cargo do conselheiro afastado Valci Ferreira, que se encontra preso, pode ser definido logo no início de outubro, com o parecer do relator do caso no Tribunal de Contas do Estado (TCE), Domingos Taufner, de acordo com informações que circulam no mercado político e que ampliam a disputa entre os candidatos. A cadeira foi solicitada oficialmente pelo presidente da Assembleia Legislativa, Erick Musso (PRB).

 

Valci Ferreira está afastado desde 2007, em decorrência de denúncia de desvio de dinheiro público e fraude em licitações, sendo condenado a 10 anos de prisão, que cumpre na Penitenciária de Viana desde fevereiro último. 

 

Nesta semana,  a defesa do conselheiro iniciou o procedimento para o pedido de aposentadoria no Instituto de Previdência dos Servidores Públicos (IPAJM), com base no tempo de contribuição, que pode apressar o processo de declarar o cargo vago.

 

Em julho deste ano, foi formalizado pelo presidente da Assembleia o pedido de vacância da cadeira, sendo o deputado estadual Marcelo Santos (PRB) sinalizado como candidato articulado pelo Palácio Anchieta, dentro da estratégia do governador Paulo Hartung de garantir a indicação de aliados para o cargo antes de deixar o comando do Estado.

 

Apesar de afastado e preso, Valci Ferreira recebe o salário mensal de R$ 15, 8 mil e sua situação judicial impede a indicação do substituto. Além da solicitação da Assembleia, o pedido de aposentadoria é mais um fator par apressar a decisão.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Ministério Público desmonta esquema de corrupção em prefeituras

A operação envolve empresários e servidores públicos em fraude de licitações para a coleta de lixo

MPs recomendam que instituições combatam assédio a professores

Entre as instituições, a recomendação foi enviada para Ufes, Ifes, Sedu e Secretaria de Vitória

Decisão do TCE sobre 'farra de convênios' é aguardada para os próximos dias

Enquanto o relator Sérgio Borges não publica sua decisão, Hartung continua com seus anúncios e eventos

Equipe de Casagrande pede ao TCE suspensão imediata de convênios de Hartung

A denúncia requer ainda ao Tribunal de Contas uma auditoria sobre os contratos assinados