Demanda urgente

Servidores cobram do governo Casagrande: máscaras, álcool em gel, restrição de contato e quarentena

Os servidores públicos do Estado cobram providências do governo Renato Casagrande para garantir a prevenção do contágio e transmissão do coronavírus às diversas categorias do funcionalismo e à população capixaba, usuária dos serviços. Ofício nesse sentido foi encaminhado à gestão estadual pelo Sindicato dos Trabalhadores e Servidores Públicos do Espírito Santo (Sindipúblicos-ES), no mesmo dia do anúncio da suspensão das aulas nas redes pública, privada e municipal, nessa segunda-feira (16), e também de medidas adotadas por instituições e diversos órgãos, como da Justiça e Assembleia Legislativa, para evitar a propagação da pandemia a partir do isolamento social. A entidade alerta que muitos servidores atuam em atendimento direto ao público ou em escritórios, laboratórios e outros ambientes fechados de uso coletivo. Assim, considera indispensável a adoção de medidas que previnam a infecção desses profissionais e o alastramento do coronavírus nos ambientes de prestação de serviço público, como máscaras e álcool em gel, e restrições à concentração de pessoas e ao contato interpessoal. Outra reivindicação é que seja determinada a quarentena aos servidores que tenham viajado a locais com alto índice de infectados e que seja concedido trabalho domiciliar, pelo menos, aos servidores de 60 anos ou mais, inclusos no grupo de risco. Mudanças semelhantes já foram publicadas em nível nacional pelo Ministério da Economia. Alô, alô, Casão!

Contempladas
Na questão do grupo de risco, Casagrande anunciou, depois da publicação da coluna, que os gestores tenham atenção especial em relação às mesmas restrições, o que atingirá dois mil servidores no Estado. Da mesma forma, que os servidores públicos que retornarem de viagens internacionais ou de navios de cruzeiros permanecerão em trabalho remoto no seu domicílio até o sétimo dia contados da data de seu retorno. 

Regras
No âmbito da administração pública federal, Instrução Normativa (n° 21) desta terça-feira (17) determina mudanças em viagens internacionais e nacionais de servidores, que estão proibidas; orienta a distribuição física no caso de trabalho presencial; e estabelece normas para a adoção de trabalho remoto, regimes de jornada e flexibilização de horários. 

Regras II
O trabalho remoto deve ser destinado a servidores com 60 anos ou mais, imunodeficientes e com doenças crônicas ou graves, e ainda grávidas e responsáveis pelo cuidado de uma ou mais pessoas com suspeita ou confirmação de coronavírus. Exceções: áreas de segurança, saúde ou “outras atividades consideradas essenciais pelo órgão ou entidade”. 

Regras III
Os servidores e trabalhadores públicos com filhos em idade escolar ou inferior também devem apresentar uma autodeclaração para autorização de trabalho remoto. Se o casal atuar em cargo público, um só terá o direito.

Regras IV
O texto prevê ainda a adoção de regime de jornada em turnos alternados de revezamento, melhor distribuição física da força de trabalho presencial, para evitar a concentração e proximidade de pessoas; e a flexibilização dos horários de início e término da jornada. As reuniões e eventos com elevado número de participantes por órgãos e entidades também estão suspensas. Neste último ponto...

Sem nexo
...necessário citar as solenidades do governo Casagrande nessa segunda-feira (16), alvo de muitas críticas. Entrega presencial de 380 CNHs do projeto CNH Social e assinatura da ordem de serviço para reforma e ampliação da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Laranjeiras, na Serra. Isso tudo no mesmo dia em que decretou estado de emergência devido à pandemia. Contraditório e dispensável, no mínimo.

Ué...
Na tarde desta terça, uma nova medida relacionada à área também deixou questionamentos. Ainda serão permitidos eventos com até 100 pessoas, em locais que caibam 300 (excluindo-se, nesses casos, cinemas, teatros e casas de shows). “Tá”, mas e o isolamento social?

Prioridades
Na Assembleia, enquanto o presidente Erick Musso (Republicanos) adotou uma série de restrições e alguns deputados anunciaram que estão isolados, como Enivaldo dos Anjos (PSD), outros publicam fotos nas redes sociais de encontros políticos de articulação para as eleições municipais. Irresponsabilidade sem tamanha.

Segue...
Enivaldo falou, nas redes sociais, que ficará isolado por 20 dias, assim como sua equipe. Disse que só fará contato por telefone/WhatsApp e destacou a necessidade de cada um ser responsável e solidário, recomendando a todos fazer o mesmo. Pelo visto, muitos colegas de plenário não entenderam.

PENSAMENTO
“Esse vírus trouxe uma certa histeria e alguns governadores, no meu entender, eu posso até estar errado, estão tomando medidas que vão prejudicar e muito a nossa economia”. Jair Bolsonaro, em entrevista à "Rádio Tupi"

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Governo anuncia auxílio econômico para micro e pequenas empresas e MEIs

Serão R$ 400 milhões em postergação de ICMS e empréstimos, além de medidas de desburocratização

O mais triste Dia do Circo de todos os tempos

Proibidos de se apresentar por conta do coronavírus, circos capixabas não tiveram o que comemorar

Priorizar pequenos empreendedores é uma forma de exercer solidariedade

Trabalhadores informais e autônomos, como agricultores, se organizam para atender demandas em domicílio

Casagrande destina R$ 51 milhões para ações de proteção social nos municípios

Já as medidas econômicas ainda serão anunciadas. ES tem 53 casos confirmados e 1.105 em investigação