Eleição comunitária na Ilha das Caeiras reúne opositores de Luciano

O presîdente da Câmara, Cléber Félix, pré-candidato em 2020, testa seu prestígio na eleição deste domingo

Muito mais do que escolha da nova diretoria da associação de bairro, a eleição do Movimento Comunitário da Ilha das Caieiras, que ocorre neste domingo (14), representa um dos mais importantes indicadores da sucessão de Vitória em 2020 e reúne dois fortes opositores ao prefeito Luciano Rezende (PPS) e ao deputado Fabrício Gandini, indicado para sucedê-lo. 

Leonardo Formigão, o Léo, ex-secretário municipal de transporte, e Cléber Félix, presidente da Câmara de Vereadores (PP), apóiam, respectivamente, o aposentado César Azevedo e a chefe cozinha Eliana Muniz, que concorrem com Maycon Guimarães, assessor da Prefeitura, apoiado por Gandini e o prefeito.  

Com uma concentração de votos em torno de 15 mil eleitores, a Ilha das Caieiras é um ativo eleitoral cobiçado por todos os pré-candidatos à sucessão de Luciano Rezende no próximo ano, entre os quais estão inseridos Léo Formigão e Cléber Félix, que, inclusive, já anunciou essa preensão. 

Quanto ao ex-secretário, rompido com o prefeito depois de anos de alinhamento, se movimenta para concorrer à Prefeitura da Capital e nesse sentido busca novas alianças, com destaque do senador Marcos do Val (PSB), visando garantir a candidatura ou espaço para compor uma chapa como vice, que pode ser formalizada com o PP de Cléber Félix. De acordo com informações de bastidores,  a aliança pode ser formalizada anda nesta semana.  
 
Formigão deixou a secretaria após o desgaste de ter anunciado o aumento no preço da passagem nos ônibus de Vitória e ser substituído pelo Vereador Nathan Medeiros na Central de Serviços, em maio desse ano.  
 

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Esportistas dizem não à exploração comercial da guarderia da Curva da Jurema

ONG que administra o espaço há 11 anos pediu que Ministério Público investigue ilegalidades no processo

Engolidos

A cada jogada de Gandini e Luciano Rezende, mais exposta fica a dificuldade de erguer o palanque de 2020

Roberto Martins reúne documentos para montar CPI do Porta a Porta

O vereador espera apresentar o pedido de investigação sobre o serviço em Vitória até a próxima semana

Vereador vai pedir abertura de CPI contra o prefeito Luciano Rezende

Roberto Martins tomou a decisão após denúncias feitas por pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida