Encontro de Folia de Reis ainda não tem data para edição 2019

Coluna CulturArte: ES na TV Cultura, navio-livraria em Vitória, novo disco de Macacko, 40 anos de ateliê

Cadê a folia?

Geralmente realizado em agosto durante a Semana do Folclore, o Encontro Nacional de Folia de Reis ainda não tem data para acontecer em 2019. Se trata do mais antigo evento cultural do Espírito Santo, tendo realizado 68 edições anuais. O motivo do atraso teria sido a demora para se chegar a um acordo com o governo do Estado para patrocínio para ajudar a financiar a vinda grupos de folia de reis, que costumam ser cerca de 50, originários de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo.  Mas a prefeitura de Muqui diz que as negociações estão caminhando.

Projetos de habitação na TV

Estreou esta semana na TV Cultura a série Habitação Social - Projetos de um Brasil, realizada em parceria da produtora capixaba Pique-Bandeira Filmes com A Flor e a Náusea. São 13 episódios que mostram experiências de programas de habitação social nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e Vitória. O Espírito Santo participa nos capítulos 9 e 12, em que são retratados o Conjunto Habitacional André Carloni e o Minha Casa, Minha Vida em Jabaeté, Vila Velha. A série será exibida semanalmente nas madrugadas de quinta para sexta-feira, às 0h45.

Navio-livraria em Vitória

Considerada a maior livraria flutuante do mundo, o navio Logos Hope já está no Brasil e anunciou a data em que vai estar aberto à visitação no Espírito Santo: de 10 a 20 de outubro. A embarcação carrega cerca de 5 mil livros em vários idiomas que podem ser comprados em reais, dólares ou euros, incluindo cartões de crédito e débito. A entrada para ter acesso ao navio e aos livros custa R$ 5 e o local possui uma cafeteria que vende lanches e bebidas.

Gustavo Macacko lança Humanifesta

Artista capixaba radicado no Rio de Janeiro, Gustavo Macacko lançou seu novo disco, Humanifesta, fruto de três anos de trabalho. No álbum, o músico traz uma visão poética do nosso presente histórico. A alquimia era misturar a relação afetiva do ser humano com seu entendimento político nas letras, e o rock com as raízes da cultura brasileira na sonoridade", afirmou. É possível ouvir o disco completo no YouTube e em outras redes.

40 anos de ateliê 

O artista plástico Kléber Galvêas está comemorando 40 anos de existência de seu ateliê, que ficou 21 anos na Prainha de Vila Velha e há 19 anos se situa na Barra do Jucu. Além de local de trabalho, a casa também é um Ponto de Cultura reconhecido pelo Ministério da Cultura. A comemoração será em quatro etapas, com destaque para determinadas partes do acervo do artista. A abertura será no dia 23 de setembro com um vernissage festivo, às 19h, dando destaque a pinturas impressionistas, com telas desde 1965. A cada dia 23 até o mês de dezembro, nova exposição, dando destaque para pinturas, gravuras e instalações expressionistas, pinturas abstratas e no fim uma mistura dos três estilos antes apresentados. Mais informações sobre o ateliê no site www.galveas.com.

 

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Rock in Doce fará tributo musical ao Rio Doce em Baixo Guandu

Coluna CulturArte: Dead Fish será atração de festival, edital da Secult, cinema brasileiro em cartaz

No Território do Bem, feijoada vai ajudar a financiar projetos comunitários

Grupo Leq Samba é uma das atrações do evento que envolve nove bairros em apoio a iniciativas sociais

Com material reciclado, peça de bonecos alerta para preservação dos mares

Espetáculo 'Jubarte - Uma Aventura Oceânica' será apresentado no Cine Teatro Ribalta, em Jardim Camburi

Artistas organizam abraço simbólico ao Theatro Carlos Gomes

Ato no sábado pressiona por resposta sobre situação do edifício histórico fechado há quase dois anos