Erick Musso consolida reeleição para presidência da Assembleia Legislativa

Erick Musso está em campanha aberta e já conta, segundo o mercado político, com a maioria dos votos

Fechado o apoio dos 14 novatos, conforme ficou sinalizado na última reunião do grupo, ocorrida quarta-feira (9), o presidente da Assembleia Legislativa, Érick Musso (PRB), já reúne as condições necessárias para receber o aval do governador Renato Casagrande (PSB), que lhe garantirá a reeleição ao cargo. 

Outros potenciais candidatos ao cargo tiveram seus movimentos neutralizados, com destaque para o deputado reeleito Theodorico Ferraço (DEM), que, juntamente com Erick, formava a dupla com maiores chances. 

Ferraço já ocupou a função por três mandatos, mas não conseguiu articular a distribuição de cargos da futura Mesa-Diretora, de acordo com os meios políticos, em função da postura do atual presidente, mais aberto a composições, que o levaram de muito próximo ao ex-governador Paulo Hartung a ganhar apoio do atual governo, marcado pelo rompimento com o antecessor, a quem Erick deve a reeleição. 

Outro deputado que chegou a ter o nome cogitado, Sergio Majeski (PSB), reeleito com a maior votação no Estado, ficou isolado, por conta de sua defesa de um Legislativo independente. Ele afirma que não se importa por ainda não ter sido consultado, e que isso não o impede de continuar o trabalho para o qual foi reeleito, o de fiscalizar os atos do Poder Executivo. 

A aproximação de Erick Musso e Casagrande se fortaleceu depois que ele aceitou adiar a votação do Orçamento de 2019, em novembro de 2018,  para o mês de janeiro desse ano, a fim de que o novo governo pudesse realizar as alterações que achasse necessárias na proposta enviada pelo então governador Paulo Hartung. 

Na última reunião dos deputados novatos, quarta-feira passada, o nome de Erick Musso foi o mais lembrado. Além dos filiados ao PSL, que articulam a Presidência da Comissão de Segurança para o delegado Danilo Bahiense, o posicionamento dos deputados Vandinho Leite (PSDB), Alexandre Xambinho (Rede) e Torino Marques, que pode ir para uma das secretarias da Mesa, apontaram para Erick. 
 

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.