Escolas de Samba repudiam declarações do vereador Davi Esmael

Agremiações consideram sensacionalista campanha contra investimentos públicos no Carnaval

Ligado a grupos evangélicos conservadores, o vereador de Vitória, Davi Esmael (PSB), criticou a destinação de verba pública para as escolas de samba do Carnaval de Vitória. Na linha do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), Davi usa o argumento econômico, embora as questões morais e religiosas estejam também como pano de fundo.

"A conta é simples: poucos pulam, todos pagam e a liga de escolas de samba lucra com a venda de fantasias, ingressos, camarotes e patrocínios", disse em vídeo nas redes sociais, filmado em frente ao Sambão do Povo, palco dos desfiles de carnaval.

"Aquilo que tenho defendido nos últimos anos é o fim do uso do dinheiro público no Carnaval e que ele seja custeado somente pela iniciativa privada", afirma o vereador, dizendo que a Prefeitura de Vitória enviou à Câmara de Vereadores o Orçamento de 2020 com previsão de investir, no mínimo, R$ 1,2 milhão e que "o valor pode dobrar com novos remanejamentos".

As escolas de samba reagiram questionando a postura de Davi Esmael. A Andaraí considerou o argumento do vereador da Capital como "sensacionalista, sem fundamento e fora da realidade existente na cidade". A escola comenta que estudos mostram que o Carnaval rende de retorno para os cofres público R$ 13 milhões, mais de 10 vezes o valor investido. "Com essa atitude, opositora e surreal, do Sr. Vereador só mostra o quanto não possui capacitação para gerir uma cidade com as características de nossa 'Vitoríssíma'", disse a nota da presidência da Andaraí.

A Unidos de Jucutuquara, sete vezes campeã do Carnaval, também se manifestou por nota repudiando as declarações que classificou como "extremamente sensacionalista e de cunho eleitoreiro, buscando deixar a população contra o maior espetáculo cultural atualmente do Espírito Santo", ressaltando que além de cultura popular, o Carnaval propicia geração de renda. 

A vencedora dos desfiles deste ano, Independente de Boa Vista, também publicou nota de repúdio, lembrando que as festividades de Carnaval geram não só R$ 13 milhões para os cofres públicos, como cerca de quatro mil empregos diretos e indiretos.

Já a Mocidade Unida da Glória (MUG) convidou publicamente Davi Esmael para conhecer sua quadra, onde realiza atividades para crianças, jovens e adultos em áreas como esportes, formação profissional, ressocialização de ex-detentos, além de receber cerca de 120 eventos culturais anuais com objetivo principal de ajudar a financiar o desfile da escola de samba. "Aqui em nossa quadra tudo isso acontece. É assim que funcionamos, movidos por amor. Amor a nossa cultura do samba. Amor ao nosso próximo. Assim como prega os preceitos de qualquer religião".

A diretoria da MUG conclui que ao se posicionar pela retirada do financiamento público do Carnaval, o vereador se coloca também contra todas essas atividades realizadas a partir do trabalho da escola de samba. "É dever do poder público assegurar as manifestações culturais do seu território. Só que, na verdade, o financiamento público recebe retorno desse investimento não só em números, mas em humanidade. Não fique contra o Carnaval, vereador. Não deixe esse extremismo transformar-se em discurso populista. Na política de hoje não cabe esse comportamento", concluiu.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Cainã realiza financiamento coletivo para gravar novo disco

Cantor de Linhares e sua banda, primeiros capixabas a tocarem no Rock In Rio, vão gravar no Rio de Janeiro

César MC lança música em homenagem ao Flamengo

Rapper capixaba recebeu convite do clube da Gávea para gravar clipe após vídeo com rimas improvisadas

As bancas não vendem mais revista nem jornais

Com crise do mercado editorial, espaços das bancas de revista são ressignificados no Centro de Vitória

Bernadette Lyra lança livro de crônicas sobre Vitória

Na coluna: MC Adikito com novidade pesada, Roberta de Razão lança EP, game Crackinho busca financiamento