Espaço ocupado

Chapa de Helder revive bandeiras de oposição a Coser na eleição passada do PT. Agora vai?

A poucos dias do início da eleição interna do PT no Estado, no próximo dia 8, o deputado federal Helder Salomão intensifica a campanha nas redes sociais para comandar a legenda nos próximos anos, com a meta de eleger filiados do partido já na disputa municipal de 2020. Ele se propõe a ocupar o vazio deixado pelos anos de gestão do ex-prefeito João Coser, que colocou o PT a serviço de projetos pessoais e submisso ao ex-governador Paulo Hartung, afastando-o das ruas e dos movimentos sociais. Apoiado pela deputada estadual Iriny Lopes e pelo histórico Perly Cipriano, a chapa de Helder revive a participação no pleito de 2017 do atual diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Givaldo Vieira, que enfrentou Coser nas urnas em eleição marcada por denúncias de irregularidades contra o grupo da situação. Assim como Givaldo, que também liderou chapa com o nome - “Pra voltar a sonhar” -, Helder apresenta como bandeiras a renovação da legenda, com a meta de “recuperar o protagonismo no Estado e ‘reencantar’ a militância”, além de defender a reaproximação dos diretórios municipais e ainda de jovens, mulheres, negros, índios e comunidade LGBT. No caso de Givaldo x Coser, a eleição terminou de mal a pior, o que culminou, tempos depois, com a saída do ex-deputado federal da legenda. Desta vez o PT vive situação ainda mais dramática em relação ao último processo interno e Coser não é o cabeça de chapa, tendo como candidata à sucessão Jackeline Rocha, que disputou o governo do Estado em 2018. Depois de tantos anos do grupo do ex-prefeito à frente do partido, chegou, enfim, a vez da oposição?

Tímidas
Ao contrário de Helder e seus apoiadores, que têm divulgado vídeos e postagens sobre a eleição interna, as redes sociais de Jackeline e Coser estão vazias de materiais.

Pontapé
A escolha para presidência do PT não será definida no próximo domingo, mas é nesta primeira votação que serão definidos os diretórios municipais e os delegados de cada chapa aptos à votação no congresso estadual, em 19 e 20 de outubro. Quem largar na frente, chegará melhor ao “Dia D”.

João Coser x Hartung
A propósito, a filha do ex-prefeito, a advogada Karla Coser, que integra o primeiro leque de petistas do País aprovados no movimento RenovaBR, afirmou, em entrevista ao jornal O Globo nesta semana, que o PT tem feito “autocrítica para que não volte a cometer os mesmos erros” e que o “futuro do partido é se movimentar mais à esquerda, evitando acordos que fez no passado com partidos mais conservadores, como o MDB”. 

Mesmos passos
Karla já iniciou o curso idealizado pelo empresário Eduardo Mufarej, que tem ainda figuras como o próprio Hartung e Luciano Huck, com foco nas disputas de 2020. A entrada dos petistas, como relatado em O Globo, chama a atenção pela distância que a sigla manteve desse tipo de  movimento de renovação até as eleições de 2018. A advogada tem pretensão de se candidatar à Câmara de Vitória.

Sem destaque
Apesar das indicações de quase todos os parlamentares da bancada capixaba para o tradicional prêmio Congresso em Foco, a última parcial antes do final da votação popular, nesse sábado (31), não mostrou ninguém em condições de emplacar as primeiras colocações. Dos 13 deputados e senadores, só Helder Salomão e Sérgio Vidigal (PDT) ficaram de fora, devido à exigência entre os critérios de não responder a ações judiciais.

Sem destaque II
Nas categorias mais badaladas, de “melhor senador” e “melhor deputado federal”, quem apareceu menos pior foi, respectivamente, Marcos do Val (Podemos) e Soraya Manato (PSL). Mesmo assim, bem longes dos primeiros colocados. Do Val recebeu 4,9 mil votos, enquanto o mais votado, Major Olímpio (PSL), 22,3 mil. Já Soraya, muito mais longe ainda: 690 votos – a primeira é Carla Zambelli (PSL - SP), com 14,6 mil.

Reação em cadeia
A mobilização do funcionalismo público estadual na assembleia unificada de sexta-feira (30) que reuniu 20 entidades que representam 100 mil servidores de diferentes poderes, como esperado, terminou em pressão total ao governador Renato Casagrande. Até o próximo dia 11, as categorias estão em estado de greve. E agora, Casão?

Independência
Assim como ocorreu no passado com os arquitetos, os técnicos agrícolas terão um conselho para chamar de seu, desvinculado do Crea-ES (Engenharia e Agronomia do Estado). A primeira eleição para presidente da nova entidade de classe, chamada CFTA, será no próximo dia 7, encerrando uma luta antiga da categoria. Três chapas estão no páreo.

PENSAMENTO:
“É covardia ser leão entre ovelhas”. Luís de Camões

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
1 Comentários
  • SEBASTIÃO MORAIS DOS SANTOS , segunda, 02 de setembro de 2019

    O PT PRECISA SE RENOVADO COM A JUVENTUDE SEGUNDARISTAS E UNIVERSITÁRIO QUE TANTAS BANDEIRAS DE LUTA CARREGAM. AS BRIGAS INTERNAS DOS CHAMADOS CACIQUES TEM QUE DÁ LUTAR A PUNGENTE LUTA DAS CLASSES POPULARES E SINDICAIS. SOU DE UMA GERAÇÃO DE CONQUISTAS HISTÓRIAS NO ES E NO BRASIL. É de unir o novo e o velho para assim unificar a luta. NÃO podemos negar a contribuição dos filiados e militantes TIÃO MORAIS

Matérias Relacionadas

PEC que antecipa eleição da Mesa Diretora é lida na Assembleia Legislativa

Proposta que permite manutenção de poder de Erick Musso obteve assinatura de 22 dos 30 parlamentares

Professores da Ufes disputam direção do sindicato da categoria 

Três chapas participam do pleito, sendo uma representando o movimento de direita 

PT define em uma semana a nova Executiva e os rumos para as eleições de 2020

Helder Salomão e Jackeline Rocha disputam palmo a palmo os votos dos 250 delegados eleitos

Eleições para conselheiro tutelar serão no próximo domingo

A principal atribuição do Conselho é atender à criança e ao adolescente em situação de violação de direito