Espaço ocupado

Chapa de Helder revive bandeiras de oposição a Coser na eleição passada do PT. Agora vai?

A poucos dias do início da eleição interna do PT no Estado, no próximo dia 8, o deputado federal Helder Salomão intensifica a campanha nas redes sociais para comandar a legenda nos próximos anos, com a meta de eleger filiados do partido já na disputa municipal de 2020. Ele se propõe a ocupar o vazio deixado pelos anos de gestão do ex-prefeito João Coser, que colocou o PT a serviço de projetos pessoais e submisso ao ex-governador Paulo Hartung, afastando-o das ruas e dos movimentos sociais. Apoiado pela deputada estadual Iriny Lopes e pelo histórico Perly Cipriano, a chapa de Helder revive a participação no pleito de 2017 do atual diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Givaldo Vieira, que enfrentou Coser nas urnas em eleição marcada por denúncias de irregularidades contra o grupo da situação. Assim como Givaldo, que também liderou chapa com o nome - “Pra voltar a sonhar” -, Helder apresenta como bandeiras a renovação da legenda, com a meta de “recuperar o protagonismo no Estado e ‘reencantar’ a militância”, além de defender a reaproximação dos diretórios municipais e ainda de jovens, mulheres, negros, índios e comunidade LGBT. No caso de Givaldo x Coser, a eleição terminou de mal a pior, o que culminou, tempos depois, com a saída do ex-deputado federal da legenda. Desta vez o PT vive situação ainda mais dramática em relação ao último processo interno e Coser não é o cabeça de chapa, tendo como candidata à sucessão Jackeline Rocha, que disputou o governo do Estado em 2018. Depois de tantos anos do grupo do ex-prefeito à frente do partido, chegou, enfim, a vez da oposição?

Tímidas
Ao contrário de Helder e seus apoiadores, que têm divulgado vídeos e postagens sobre a eleição interna, as redes sociais de Jackeline e Coser estão vazias de materiais.

Pontapé
A escolha para presidência do PT não será definida no próximo domingo, mas é nesta primeira votação que serão definidos os diretórios municipais e os delegados de cada chapa aptos à votação no congresso estadual, em 19 e 20 de outubro. Quem largar na frente, chegará melhor ao “Dia D”.

João Coser x Hartung
A propósito, a filha do ex-prefeito, a advogada Karla Coser, que integra o primeiro leque de petistas do País aprovados no movimento RenovaBR, afirmou, em entrevista ao jornal O Globo nesta semana, que o PT tem feito “autocrítica para que não volte a cometer os mesmos erros” e que o “futuro do partido é se movimentar mais à esquerda, evitando acordos que fez no passado com partidos mais conservadores, como o MDB”. 

Mesmos passos
Karla já iniciou o curso idealizado pelo empresário Eduardo Mufarej, que tem ainda figuras como o próprio Hartung e Luciano Huck, com foco nas disputas de 2020. A entrada dos petistas, como relatado em O Globo, chama a atenção pela distância que a sigla manteve desse tipo de  movimento de renovação até as eleições de 2018. A advogada tem pretensão de se candidatar à Câmara de Vitória.

Sem destaque
Apesar das indicações de quase todos os parlamentares da bancada capixaba para o tradicional prêmio Congresso em Foco, a última parcial antes do final da votação popular, nesse sábado (31), não mostrou ninguém em condições de emplacar as primeiras colocações. Dos 13 deputados e senadores, só Helder Salomão e Sérgio Vidigal (PDT) ficaram de fora, devido à exigência entre os critérios de não responder a ações judiciais.

Sem destaque II
Nas categorias mais badaladas, de “melhor senador” e “melhor deputado federal”, quem apareceu menos pior foi, respectivamente, Marcos do Val (Podemos) e Soraya Manato (PSL). Mesmo assim, bem longes dos primeiros colocados. Do Val recebeu 4,9 mil votos, enquanto o mais votado, Major Olímpio (PSL), 22,3 mil. Já Soraya, muito mais longe ainda: 690 votos – a primeira é Carla Zambelli (PSL - SP), com 14,6 mil.

Reação em cadeia
A mobilização do funcionalismo público estadual na assembleia unificada de sexta-feira (30) que reuniu 20 entidades que representam 100 mil servidores de diferentes poderes, como esperado, terminou em pressão total ao governador Renato Casagrande. Até o próximo dia 11, as categorias estão em estado de greve. E agora, Casão?

Independência
Assim como ocorreu no passado com os arquitetos, os técnicos agrícolas terão um conselho para chamar de seu, desvinculado do Crea-ES (Engenharia e Agronomia do Estado). A primeira eleição para presidente da nova entidade de classe, chamada CFTA, será no próximo dia 7, encerrando uma luta antiga da categoria. Três chapas estão no páreo.

PENSAMENTO:
“É covardia ser leão entre ovelhas”. Luís de Camões

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
1 Comentários
  • SEBASTIÃO MORAIS DOS SANTOS , segunda, 02 de setembro de 2019

    O PT PRECISA SE RENOVADO COM A JUVENTUDE SEGUNDARISTAS E UNIVERSITÁRIO QUE TANTAS BANDEIRAS DE LUTA CARREGAM. AS BRIGAS INTERNAS DOS CHAMADOS CACIQUES TEM QUE DÁ LUTAR A PUNGENTE LUTA DAS CLASSES POPULARES E SINDICAIS. SOU DE UMA GERAÇÃO DE CONQUISTAS HISTÓRIAS NO ES E NO BRASIL. É de unir o novo e o velho para assim unificar a luta. NÃO podemos negar a contribuição dos filiados e militantes TIÃO MORAIS

Matérias Relacionadas

Helder lança campanha à presidência do PT e busca fase de pacificação

O evento do deputado federal, nesta quinta-feira, traz a Vitória o ex-senador Lindbergh Farias

Articulações do PT incluem Coser ou Iriny na disputa à Prefeitura de Vitória

Ex-prefeito e deputada se articulam para fortalecer a chapa de vereadores e ter o comando do partido

Servidores exigem lisura e transparência na eleição dos Conselhos do IPAJM

Metade dos servidores do judiciário ainda não recebeu as cédulas, faltando cinco dias para a votação

Cada um na sua

Enquanto PT articula alianças com o Psol para 2020 no campo nacional, por aqui deve ficar com Casagrande