Estudantes protestam contra aumento da passagem do Transcol

Ato condenou o aumento do preço da passagem, superior à inflação e ao reajuste dos salários dos trabalhadores

Fotos: Leonardo Sá/ Porã
 
Os estudantes da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) protestaram nesta quinta-feira (18), a partir das 18 horas, contra o aumento do preço das passagens do Transcol. O ato, realizado em frente à Assembleia Legislativa, mobilizou aproximadamente 150 estudantes e pessoas da comunidade.
Os participantes dos protestos fecharam uma das vias da avenida por cinco minutos. Depois, liberavam o trecho, e passaram para o outro lado da pista. Alternaram este procedimento durante boa parte da manifestação. Palavras de ordem contra o aumento fizeram parte do movimento. Não foram registrados incidentes.

 
Em panfleto divulgado na ocasião, os estudantes afirmavam que “se transporte é um direito, o lucro não é uma opção”. Durante as falas dos participantes, eles criticaram o reajuste da passagem do Transcol, de 6,25%.  O preço da passagem passou de R$ 3,20 para R$ 3,40.
Com o aumento do preço das passagens, os empresários do transporte coletivo conseguiram repassar para o bolso dos usuários o dobro do que os motoristas e cobradores obtiveram de aumento salarial (3%), após realizarem uma greve que começou no dia 26 de dezembro e acabou no último dia 10. O aumento das passagens também foi superior à inflação oficial  de 2017, que foi de 2,95%.
Estudantes e outros presentes, como o presidente do Psol, André Moreira, apontaram que o preço elevado da passagem impede grande número de pessoas de se movimentar até mesmo para procurar  trabalho. Desta forma, muitas pessoas ficam presas em seus bairros impedidos de realizar suas atividades a contento.
Vitória
Assim como ocorreu com o Transcol, a partir do próximo domingo (21) os usuários do transporte coletivo municipal de Vitoria passarão a pagar a passagem com um aumento de 6,35%. O reajuste foi definido nesta quinta-feira (18) pelo Conselho Tarifário municipal. O valor da passagem dos ônibus convencionais será R$ 3,35 (hoje custa R$ 3,15).

Nos seletivos, a passagem, que custa R$ 4,00, sobe para R$ 5,00. Já a tarifa de estudante vai a R$ 1,70. A tarifa social que é usada por uma linha social especial e aos domingos ficou em R$ 3,25.
É do Conselho Municipal de Transportes e Trânsito de Vitória (Comuttran), o Conselho Tarifário, a decisão sobre o aumento. O conselho é  ligado à Secretaria de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana (Setran) da prefeitura de Vitória.
 
Segundo o secretário, Tyago Hoffman, para a definição da nova tarifa foram considerados critérios técnicos, custos de operação do serviço e de pessoal, variação da receita, impostos, renovação da frota, combustível, quilometragem média, quantidade de passageiros transportados, peças e acessórios. Além disso, a compra de novos ônibus e a criação de linhas. Ele justificou o aumento de R$ 0,20 na "redução do número de passageiros, acesso a financiamento para compra de carros, crise econômica e uso de transporte alternativo".
 
O aumento do preço das passagens das linhas municipais de Vila Velha poderá decidido na próxima semana, mas a data da reunião  do conselho tarifário local não foi divulgada.
  • Palavras-Chaves
Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.