Ethel Maciel vence consulta informal para reitoria da Ufes

Atual vice-reitora foi a mais votada entre alunos e professores, mas decisão final será de Bolsonaro

Professora do departamento de Enfermagem e vice-reitora da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Ethel Maciel foi a vencedora da consulta informal da eleição à reitoria da universidade. Compondo a Chapa 2 - Juntos Pela Ufes, com o professor Roney Pignaton na vice, ela teve ampla vitória entre docentes e estudantes, embora entre os técnicos administrativos a Chapa 1, representada por Gláucia Abreu e Alvim Borges, tenha levado a melhor.

A chamada Pesquisa Informal à Comunidade Acadêmica foi realizada de forma não-oficial sob coordenação de um grupo de professores, alunos e servidores da Ufes, que promoveu além da consulta debates entre as chapas concorrentes. Foram inscritos apenas as duas chapas, já que a pré-candidata Surama Freitas, que lidera o grupo Nosso Partido é a Ufes, optou por não participar da consulta, pelo fato de não ser obrigatória nem vinculativa, já que o resultado final será definido pelo Colégio Eleitoral, composto por integrantes dos três Conselhos Superiores da Universidade, que indicam uma lista de três candidaturas, sendo que uma delas será sancionada pelo presidente da República.

Nas últimas décadas, tradicionalmente, o presidente vinha acatando a decisão da maioria da comunidade acadêmica, mas isso não tem se repetido a partir do governo de Jair Bolsonaro (PSL), que já indicou várias vezes candidatos preteridos pela maioria da comunidade acadêmica em outras instituições federais de ensino superior.

Ideologicamente próxima a Bolsonaro, os comentários de bastidores são de que Surama "fugiu da raia" para se safar de uma eleição que poderia desmoralizar uma possível escolha mais à frente pelo presidente aliado. Gláucia, mais experiente e com um maior respaldo dentro das instituição e da comunidade acadêmica, tentou a sorte na consulta mas sofreu uma derrota significativa para Ethel, uma vice-reitora considerada presente e atuante junto a Reinaldo Centoducatte numa das gestões mais complicadas para a universidade por conta dos cortes de gastos.

Entre os professores, Ethel teve 70% dos votos e entre os estudantes uma vitória ainda mais acachapante: 83,7%. Entre os servidores da Ufes, ela perdeu mas por uma margem pequena, totalizando 46,1% dos votos. Assim, a comissão definiu como vitoriosa a Chapa 2, composta por Ethel Maciel e Roney Pignaton.

Agora, os olhos se voltam definitivamente para o Colégio Eleitoral, que deve realizar sua votação no dia cinco de dezembro. Ao que tudo indica, amplificado pelo resultado das urnas, Ethel é franca favorita para ser a mais votada entre os indicados pelo voto indireto dos integrantes do Conselho Universitário, Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão e Conselho de Curadores.

De certa maneira, é grande a vitória política de Ethel e seu grupo, que demonstraram gozar de um apoio significativo da comunidade acadêmica. Porém, representando o grupo mais à esquerda dentro do processo eleitoral que se desenha até agora, sua indicação final pelo presidente é uma incógnita. 

Não só Surama, mas também Gláucia, que nos debates prévios à consulta não assumiu o compromisso de rejeitar a nomeação do presidente caso perdesse as eleições, poderiam ser alternativas para Bolsonaro indicar. Outras chapas também poderiam surgir, já que a eleição do Colégio Eleitoral não é vinculada à consulta recém-realizada. Entretanto, quando maior o respaldo obtido por Ethel nas consultas direta e indireta, maior seria o desgaste político caso o presidente opte por indicar alguém mais alinhado às suas ideias.

Confira a seguir o resultado da apuração da Consulta Informal.

Eleição Reitoria da Ufes - Consulta Informal

Resultado final por categoria 

Docentes

Chapa 1: 390

Chapa 2: 784

Total: 1116

Estudantes

Chapa 1: 841

Chapa 2: 4542

Total: 5424

Técnicos administrativos

Chapa 1: 636

Chapa 2: 554

Total: 1201

Eleita a Chapa 2:  Ethel Maciel e Roney Pignaton

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Professores da Ufes disputam direção do sindicato da categoria 

Três chapas participam do pleito, sendo uma representando o movimento de direita 

Justiça suspende extinção de cargos em comissão e funções na Ufes e no Ifes

Autor da ação, MPF aponta que decreto presidencial levou à exoneração de mais de 212 profissionais

Psol convoca ato no Estado para exigir respostas e justiça no caso Marielle

Citação de Bolsonaro e questionamentos sobre mandante do crime provocam manifestações em todo País

Nildo Ouriques fará palestras e formação política em Vitória

Economista e professor universitário foi pré-candidato à presidência pelo Psol no ano passado