Exclusão digital inviabiliza solicitação de cesta básica em aplicativo da PMV

O secretário Bruno Toledo afirma que, para sanar o problema, será lançada a campanha Vizinho Solidário

Lideranças comunitárias alertam que pessoas sem acesso à internet ou com pouca familiaridade com as novas tecnologias não conseguem solicitar cesta básica por meio do aplicativo Vitória Online e pelo 156 Online. Entre elas, estão principalmente idosos. A Prefeitura de Vitória (PMV) abriu a possibilidade de solicitação para famílias em situação de pobreza e extrema pobreza do município inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) por causa da pandemia do coronavírus (Covid-19). Para ter direito a receber a cesta, é necessário ser morador de Vitória e ter renda familiar de até R$ 178 por pessoa.

A integrante do Coletivo Beco, no Território do Bem, Crislayne Zeferina, afirma que a internet é uma boa ferramenta, mas, segundo ela, se o objetivo é atender pessoas em estado de vulnerabilidade social, é preciso pensar nas especificidades, como a falta de acesso a essa tecnologia. De acordo com o secretário de Cidadania e Direitos Humanos e Trabalho de Vitória, Bruno Toledo, a PMV irá lançar ainda nesta quinta-feira (26) a campanha Vizinho Solidário, como forma de estimular as pessoas que têm acesso à internet a fazer a solicitação da cesta para os vizinhos que não têm. 

Outro grupo que está em situação de vulnerabilidade são os trabalhadores informais, segundo a integrante do Coletivo Amara, Drica Monteiro, no bairro Grande Vitória. De acordo com ela, muitos não estão inscritos no CadÚnico e com a pandemia de coronavírus não estão conseguindo trabalhar, estando, portanto, sem renda.

É o que conta também o presidente da Associação de Moradores dos Bairros Gurigica e Jaburu, Sebastião Luiz. “As famílias estão com muita carência. Faxineiras, por exemplo, foram dispensadas do serviço neste momento e estão sem receber nada”, diz. 

Bruno Toledo afirma que pelo fato de muitos trabalhadores informais não conseguirem solicitar a cesta por não terem inscrição no CadÚnico, a PMV lançou a campanha Vitória Solidária. Por meio dela, os voluntários podem doar produtos não perecíveis, como arroz, feijão, macarrão, fubá, farinha de mandioca, farinha de trigo, canjiquinha, açúcar, leite em pó, biscoito, pó de café, óleo e achocolatado em pó. Também são aceitos materiais como sabonete, papel higiênico, álcool gel, água sanitária, produtos para limpeza de banheiros e de cozinha, desinfetante, vassoura, balde, bacia, palha de aço, sacos de lixo e panos de chão.

A arrecadação será feita nos supermercados Carone, Perim, Extrabom, Epa, São José e outros estabelecimentos filiados à Associação Capixaba de Supermercadistas (Acaps). Servidores da PMV vão fazer a distribuição no Banco de Alimentos, no Centro de Referência da Pessoa com Deficiência (CRPD) e outros espaços das regiões de São Pedro, Santo Antônio e Centro. Coletivos cadastrados na rede Vitória do Bem e entidades, como igrejas e de assistência social, vão fazer a distribuição nas comunidades em que atuam, onde já têm identificadas as situações prioritárias.

Esses coletivos também estão fazendo campanhas de arrecadação em seus territórios. Um deles é o Coletivo Beco, que juntamente com o Fórum de Juventude do Território do Bem, Fórum Estadual da Juventude Negra do Espírito Santo (Fejunes) e os coletivos Tour no Farol e Jovens do Bem arrecadam alimentos, produtos de limpeza e higiene para famílias do Território do Bem, composto por Jaburu, Gurigica, Floresta, Consolação, Bairro da Penha, São Benedito, Itararé, Engenharia e Bonfim. Para doar basta ligar 27-999679539/ 27-996536975/ ou 27-998215613) e pedir para buscar. 

O Coletivo Amara, da Grande Vitória, fez uma parceria com o comércio da região para comprar cestas básicas por um valor reduzido. Para fazer a compra, solicitam doações em dinheiro, que podem ser feitas pelo Pic Pay @luuh.pereira1 e pelo @drica.monteiro. Quem também está com uma iniciativa parecida é o Coletivo Mulheres Unidas de Caratoíra (Muca), que está arrecadando dinheiro para compra de cestas básicas A arrecadação está sendo feita pelo Pic Pay @mulheresunidasdecaratoira .  

Leia Também:

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Confecções de máscaras a todo vapor em grupos de voluntários do Espírito Santo

Diversas ações propõem a confecção de máscaras a serem doadas ou vendidas por valor simbólico

Programa EscoLAR ‘rasga princípio da igualdade de direitos’, repudia educadora

Cleonara Maria Schwartz diz que medida da Sedu reduz educação a ''mero cumprimento de tarefas''

Sobe para seis o número de óbitos da Covid-19 confirmados no Estado

Bancário, da Caixa, tinha 36 anos. Sindicatos exigem agências fechadas. Total de infectados é de 194

Quer ajudar quem precisa? Campanhas arrecadam alimentos e itens de higiene

Diversas ações buscam ajudar pessoas que estão sem renda em meio à pandemia do coronavírus