Exposição Sisan traz afrofuturismo de Thiago Balbino

Radicado na Alemanha, artista capixaba apresenta nesta quinta-feira série de pinturas no Cabrón Cine Bar

Passado e futurismo se encontram na obra do artista capixaba Thiago Balbino. Radicado na Alemanha, ele continua mantendo um trabalho que dialoga entre a ancestralidade negra e elementos da modernidade. Com o título de Sisan, Thiago inaugura nesta quinta-feira (5), às 19h, uma exposição de seus trabalhos recentes no Cabrón Cine Bar, em Vitória. Na ocasião, em que o artista estará presente, haverá também música com o DJ Gustavo Txai.

Estarão expostos até o dia 15 de janeiro do ano que vem 12 de seus trabalhos em diferentes formatos, como pinturas, fotocolagens, cartões, arte digital e prints. “Sisan significa fluxo, movimento, passagem no idioma Iorubá”, conta o artista sobre o nome que é parte do conceito da exposição. “Diz respeito a passageiros, pessoas que estão indo e vindo, ou mesmo ao óleo que passa pelas correntes das máquinas, e aí estabeleço uma relação entre biológico e maquinário”.

Personagens negros e mestiços em desenhos, gravuras ou pinturas, envoltos em artefatos modernos, como androides de um tempo imaginado em que a cultura negra tenha um domínio tecnológico que permita reforçar os seus traços, pensamentos e saberes ancestrais, com uma dose especial de encantamento.

É constante a presença de elementos que dialogam com aspectos locais, que acompanham desde a infância de Thiago, como os caranguejos do mangue, tão presente embora pouco valorizados na capital capixaba, mas agora ressignificados com patas e puãs servindo de aparatos tecnológicos para os humanos. O afrofuturismo enquanto corrente estética se vale da ficção científica e tecnocultura para refletir sobre a diáspora africana e suas questões que perduram e perturbam até hoje. Imaginar outros futuros em que a subjugação histórica seja superada é um exercício que os desenhos de Thiago Balbino realizam com magia e maestria.

A exposição em Vitória tem curadoria e produção de Renata Apolinário e apoio do projeto Arte Comvida, que vem promovendo exposições artísticas em espaços menos convencionais, o que tem servido para dar visibilidade a uma série de produções. Renata pontua que como as galerias de arte têm certos tempos, espaços e burocracias que podem ser limitantes, outros lugares contribuem para exposição e também a troca entre os artistas e destes com o público. O Cabrón Cine Bar, localizado na Praia do Canto, é um dos espaços que tem se destacado nesse movimento de democratizar a arte, com diversas exposições durante o ano, apresentando obras de artistas como Didico, Lando, Thiago Ribeiro e Cesar Cola.

Além da exposição no Cabrón, Thiago Balbino também apresentará suas produções a partir do primeiro dia de 2020 na Casa da Barra, espaço que vai servir de ateliê, residência artística, galeria e café cultural em Conceição da Barra, norte do Estado. Mais sobre a produção do artista pode ser encontra em sua página no Instagram.

AGENDA CULTURAL

Inauguração da exposição Sisan, de Thiago Balbino

Quando: quinta-feira, 5 de dezembro, 19h

Onde: Cabrón Cine Bar - Avenida Desembargador Santos Neves, 621, Praia do Canto - Vitória/ES

Horário de funcionamento: de terça-feira a sábado de 18h à meia-noite. A exposição fica no local até 15 de janeiro

Entrada Gratuita.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

O 'rock psicolésbico' cafona de Roberta de Razão

Formada na escola hardcore e punk vilavelhense, Lorena Bonna abraça brega e sofrência em novo projeto

Cineclubes realizam exibição gratuita de Bacurau em Vitória

Na coluna: reforma de edifícios históricos na Prainha, festival de música em Itaoca, Oses contrata músicos

Aldeia Temática de Aracruz lança Plano de Visitação para etnoturismo

Espaço recebe visitantes que queiram conhecer cultura indígena e a Mata Atlântica no Espírito Santo

Coco, afoxé, maracatu e congo no Mucane

Debate, oficinas e apresentações musicais marcam aniversário dos grupos Arakorin e Maracatu Santa Maria