Fórum nacional vai discutir em Vitória pleitos de policiais e bombeiros 

Pauta da valorização da categoria se somará a debate sobre projetos que tramitam no Congresso

Vitória vai sediar, entre os dias 22 e 23 deste mês, o XVIII Fórum Nacional da Associação das Entidades Representativas de Policiais Militares e Bombeiros Militares e Pensionistas do Brasil (ANERMB), um dos mais importantes eventos nacionais da categoria. Realizado no auditório do Tribunal de Contas, estarão presentes delegações de 26 estados e do distrito federal, que vão discutir a necessidade de valorização dos profissionais de segurança pública, além de melhores condições de trabalho.

Coordenado oficialmente pela Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar do Estado (ACS-ES), o fórum é uma diretriz da ANERMB, entidade que atua nos estados por meio de representação junto às entidades filiadas como a ACS-ES.

O Fórum tem a presença confirmada do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, e também do deputado estadual Capitão Assumção (PSL), que tem lutado pela pauta dos militares no Estado e em Brasília. 

De acordo com o presidente da ACS, cabo Eugênio Silote, o fórum nacional também vai debater os principais projetos no Congresso Nacional relacionados aos interesses dos militares, como os pontos referentes à categoria na reforma da Previdência, e ainda a importância das instituições militares para a preservação da ordem pública. 

Para ele, “a importância deste evento no Espírito Santo é colocar no cenário nacional as perspectivas das entidades representativas que contribuem de forma sistemática na formação de debates, inclusão de propostas nas normas jurídicas nos estados da federação, bem como colaborar para as relações destas entidades em todo o Brasil”.

Outro ponto relevante que será apresentado no encontro de Vitória é a apresentação de uma pesquisa inédita realizada pela ACS-ES sobre a saúde mental dos policiais e bombeiros capixabas, um estudo de campo realizado em batalhões e companhias sediadas no Estado com o objetivo de mostrar a realidade dos profissionais de segurança pública ligados a Polícia Militar e ao Corpo de Bombeiro Militar.

Valorização
 
Para o Capitão Assumção, deputado estadual pelo PSL, a valorização dos policiais militares, o que inclui reajuste salarial e melhores condições de trabalho, é um dos pontos centrais das pautas defendidas na Assembleia Legislativa. Já em Brasília, a luta é pela é a inclusão dos estatuto dos militares ser incluído na reforma da Previdência, o que garante um sistema especial para os policiais militares e bombeiros. 

Assumção, que terá fala no fórum nacional, ressalta que o governo do Estado deveria utilizar a boa situação fiscal e o dinheiro em caixa para valorizar seus servidores, o que inclui os policiais militares e bombeiros. “A situação é preocupante porque os servidores capixabas estão há oito anos sem reajuste, sem revisão salarial. Além disso, há um ambiente ruim de trabalho, uma vez que há um déficit de 2,7 mil homens no efetivo da PM”, explicou. 

No último dia 30 de maio, entidades representativas de classe da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiro estiveram reunidas com as da Polícia Civil que representam os delegados, investigadores e peritos. A reunião teve como objetivo formalizar institucionalmente uma frente conjunta e ampla de valorização salarial para os operadores de segurança pública do Estado.

Na oportunidade, foi firmado o compromisso e formulação de um pacto unificado para pleitear de forma técnica e permanente os parâmetros que visam alcançar dignidade, valorização e respeito profissional aos agentes operadores de segurança pública capixaba.

Inscrições
 
 As inscrições para o fórum nacional são gratuitas, mas as vagas limitadas. Para participar, os interessados devem acessar aqui

Leia Também:

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Assumção terá que se explicar a uma comissão processante na Assembleia

Corregedor-geral, Hudson Leal, deverá dar início à investigação por quebra de decoro na segunda-feira

Psol-ES vai protocolar notícia-crime contra Capitão Assumção no MPES

A petição feita ao procurador-geral de Justiça, Eder Pontes, será, inicialmente, por incitação à violência

Já demorou...

Para além do absurdo protagonizado por Assumção, muito interessa a posição do MPES-Eder Pontes

Corregedoria da Asssembleia vai apurar quebra de decoro de Capitão Assumção

Provocação foi feita pela própria Procuradoria da Casa, após discurso de incitação ao crime