Governo quer gastar mais R$ 300 milhões antes do final do mandato 

Este é o segundo pedido de crédito suplementar que Paulo Hartung solicita em menos de um mês

Na esteira de gastos da reta final de mandato, o governo do Estado encaminhou à Assembleia Legislativa um novo pedido de crédito suplementar no valor de mais R$ 307,4 milhões para diferentes órgãos públicos. O projeto de lei (PL 319/2018) está sob análise na Comissão de Finanças, antes de ser apreciado pelo Plenário.   

Os recursos são provenientes, segundo a gestão de Paulo Hartung (sem partido), de anulações parciais de dotações orçamentárias, de excesso de arrecadação e de superavit financeiro do exercício de 2017. 

No mês passado, o Plenário aprovou o projeto de lei (PL) 294/2018, que também abriu crédito suplementar para vários órgãos do Executivo, além dos Poderes Judiciário e Legislativo. A matéria, de autoria do governo, totalizava R$ 192,8 milhões.  

O primeiro projeto foi enviado no mesmo dia em que Hartung revogou os repasses em parcela única de convênios firmados com as prefeituras no "apagar das luzes" do governo e que provocaram uma queda de braço com a equipe de transição do governador eleito, Renato Casagrande (PSB). A decisão atendeu à decisão do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Já de acordo com nova matéria, a Assembleia Legislativa deve receber R$ 2,5 milhões para atender à remuneração de pessoal ativo e R$ 7,5 milhões para contribuição previdenciária complementar. Para o Ministério Público (MPES), serão destinados R$ 10 milhões para remuneração de pessoal, enquanto para diversos órgãos da administração pública estadual R$ 62,22 milhões de remuneração e 23,5 milhões de contribuição previdenciária complementar.

Para a Secretaria Estadual de Educação (Sedu) está previsto o valor de pouco mais de R$ 21,3 milhões para funcionamento, vigilância e limpeza das escolas, bem como R$ 10 milhões para despesas da Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) e recursos ainda para a Secretaria de Estado de Justiça (Sejus), Secretaria de Estado de Segurança (Sesp) e Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Outros R$ 46 milhões vão para o cumprimento do termo de autocomposição entre o governo e o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado (Sindiupes), o Sindicato dos Servidores da Saúde (Sindisaúde) e o Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual (Sindifiscal). A homologação judicial, que envolve 14 mil pessoas das três categorias, diz respeito a reclamações envolvendo recolhimento de contribuições previdenciárias indevidas e a encargos de empréstimo rotativo, entre os anos 1998 e 2003.

Destinação dos recursos

Remuneração de pessoal ativo da Assembleia Legislativa - R$ 2,5 milhões; contribuição previdenciária complementar - R$ 7,5 milhões. 

Remuneração de pessoal ativo do Ministério Público - R$ 10 milhões.

Remuneração de pessoal ativo em diversos órgãos da administração pública estadual - R$ 62,22 milhões; contribuição previdenciária complementar em diversos órgãos da administração pública estadual - R$ 23,5 milhões; funcionamento, vigilância e limpeza das escolas na Secretaria de Estado de Educação (Sedu) - R$ 21.3 milhões.

Assistência complementar à rede pública e apoio às ações de saúde com entes e instituições parceiras na Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) - R$ 10 milhões; despesas com administração na Sesa e na Secretaria de Estado de Justiça (Sejus) - R$ 412,6 mil.  

Registro e expedição de CNH, administração, gestão e modernização da infraestrutura de serviços e tecnologia da informação do Detran na Secretaria de Estado de Segurança (Sesp) - R$ 7,8 milhões; modernização e reaparelhamento do sistema penitenciário na Sejus - R$ 1,8 milhão. 

Benefícios previdenciários do Fundo Financeiro no Instituto de Previdência dos Servidores do Estado do Espírito Santo (IPAJM) - R$ 114 milhões;
Pagamento de sentenças judiciais, no valor de R$ 46 milhões,  para suplementar os créditos necessários ao pagamento de acordos judiciais firmados com os sindicatos de servidores da educação, da saúde e do fisco estadual.

Leia Também:

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Assembleia encerra ano legislativo com discurso de despedida de deputados

A não ser o deputado Da Vitória, eleito à Câmara, ocuparam a tribuna da Casa os derrotados no pleito

TSE anula decisão do TRE-ES e manda contas de Hartung a novo julgamento

A extinção da empresa de Paulo Hartung não o livra de responder por questões de suas contas de campanhas

Deputado acusa Hartung de ilegalidade na privatização do aeroporto

Euclério Sampaio afirma que o governador protege ''interesses de seus parceiros'', como Nelson Saldanha

Casagrande atrai os novatos para garantir apoio à eleição da Assembleia

O governador eleito já teria 12 dos 15 novos deputados, além das adesões do grupo dos reeleitos