Hamlet em tempos de Bolsonaro

Vinícius Piedade traz a Vitória adaptação de Shakespeare a partir da história de um espetáculo cancelado

Fotos: Tati Wexler

"Ninguém nunca me convidou para fazer Hamlet. Então decidi fazer meu próprio Hamlet", brinca o ator, escritor e diretor Vinicius Piedade, que no próximo sábado (14), às 20h, apresenta no Sesc Glória seu espetáculo solo Hamlet Cancelado. Apesar de uma carreira já consolidada no teatro, Vinicius guarda com o personagem da obra a vontade de fazer acontecer a famosa peça de William Shakespeare, que, ressalta, continua muito atual, permitindo paralelos com o Brasil e o mundo de hoje.

A trama, escrita em parceria com Flávio Tonnetti, se dá em torno de um figurante da maior montagem de Hamlet que aconteceria na cidade, cancelada sem motivo especificado. Indignado, ele decide montar a apresentação por conta própria, sozinho, mesmo carecendo de recursos. Reúne o que pode: fragmentos do texto abandonados, retalhos do figurino, pedaços do cenário deixados num barracão e memória dos ensaios que participou por meses, no qual tinha uma única fala, impedida de encenar pelo cancelamento da obra.

A obra de 1h30 passa pelos cinco atos da peça original Hamlet, contada de maneira particular a partir da narrativa do figurante que se torna protagonista e da metalinguagem de ser uma peça sobre a construção de outra peça teatral. Mais do que uma releitura de Shakespeare e realização do sonho pessoal de encenar Hamlet, Vinícius Piedade espera que o público capte, cada um a sua maneira e de acordo com sua vida, a mensagem principal da obra: refletir sobre seus deveres e sonhos e as dificuldades que nos impedem de realizá-los. "Muitas vezes cancelamos nossos desejos em função de não receber convites ou pelas dificuldades da vida. O que ele faz é transcender essas dificuldades todas e fazer a peça acontecer como for", explica sobre o personagem que interpreta.

O ator e diretor acredita que a mensagem serve para refletir sobre a atualidade. "Nos tempos sombrios em que vivemos, de negação, tempos tão reativos, o personagem traz uma mensagem afirmativa, não linear, mas de um atitude de vida afirmativa. Na atual conjuntura, a melhor coisa que podemos é fazer é justamente não apenas reclama, mas ir lá e fazer". 

Também ajuda a perceber a atualidade de Hamlet, que Vinicius entende que traz na figura de Claudius, o tio de quem o protagonista quer vingar a morte de seu pai, uma possível analogia de Bolsonaro, Trump, Netanyahu, Erdogan e outros líderes com tendências totalitárias.

"É uma peça que de alguma forma busco trazer para o atual. É uma peça escrita há tanto tempo, mas que consegue encontrar paralelos muito pertinentes com os tempos que vivemos hoje no Brasil. Uma obra de arte que mesmo adaptada consegue espelhar a realidade de maneira tão crua e cruel", reflete.

O ator considera que a trama se passa sempre na cidade em que está sendo encenada, e costuma trazer aos palcos elementos como as frutas de cada local em que se apresenta. Hamlet Cancelado já passou pelos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Ceará e Paraíba, e terá apresentação única no Espírito Santo antes de uma jornada de 11 espetáculos em Portugal.

"Vitória é uma cidade que tenho uma relação muito próxima". A obra Cárcere, que ele já apresentou em sete países,  foi escrita em parceria com o escritor capixaba Saulo Ribeiro. Outra peça, Indizível, é de autoria de outra escritora do estado, Aline Yasmin. Todos seus trabalhos, desde a estreia com Cartas de um Pirata, foram apresentados na capital capixaba.

Na passagem por aqui, Vinícius Piedade também realiza o lançamento de seu livro mais recente, Meu Mundo Irreal, publicado pela editora capixaba Cousa. Será na véspera do teatro, numa sexta-feira 13, de 18h às 19h30, no Trapiche Gamão, Centro de Vitória, onde fará também a leitura de contos.

AGENDA CULTURAL

Apresentação da peça Hamlet Cancelado, de Vinícius Piedade

Quando: Sábado, 14 de setembro, 20h

Onde: Centro Cultural Sesc Glória - Avenida Jerônimo Monteiro, 428, Centro de Vitória/ES.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Governo do Estado quer promover cultura para ampliar direitos

Programa Cultura Conecta será lançado no Palácio Anchieta com presença de Elisa Lucinda e Viviane Mosé

No 'underground', Revirada Cultural vai 'aquecer' para o Viradão Vitória

A Banca Bicho Solto é uma das quase 30 atrações do evento que acontece dia dia 27 na Casa da Barão

Festa da Integração reúne grupos de cultura popular no Caparaó

Evento busca integrar comunidade de Patrimônio da Penha e valorizar as tradições culturais do Estado

Encontro de Folia de Reis ainda não tem data para edição 2019

Coluna CulturArte: ES na TV Cultura, navio-livraria em Vitória, novo disco de Macacko, 40 anos de ateliê