Helder Salomão quer acabar com aposentadoria especial para congressistas

Deputado capixaba apresentou projeto de lei para extinguir plano que garante benefícios acima do teto

Em meio aos debates sobre a reforma da Previdência, causou polêmica a informação de que 198 parlamentares participam do plano de aposentadoria especial, que permite aposentar acima do teto do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Na noite dessa segunda-feira (17), o deputado federal Helder Salomão (PT) protocolou na Câmara de Deputados um projeto de lei (PL 3565/19) propondo a extinção do Plano de Seguridade Social dos Congressistas (PSSC), instituído em 1997.

O parlamentar proponente considera o plano de aposentadoria especial para parlamentares "um absurdo, principalmente em um momento em que vários parlamentares defendem a proposta de reforma da Previdência, que tem como justificativa o fim de privilégios, mesmo sabendo que essa não é a realidade", afirmou Helder.

Entre os congressistas capixabas, figuraam na lista dos que aderiram à aposentadoria especial o deputado Evair de Mello (PP) e os senadores Rose de Freitas (Pode) e Marcos do Val (Cidadania), sendo que este último anunciou nessa segunda-feira que abriria mão do benefício.

Helder Salomão justificou a iniciativa do PL como ação para atender às exigências da sociedade, que pede o fim dos privilégios, de forma que os parlamentares do Congresso Nacional se vinculem ao Regime Geral de Previdência Social como os demais trabalhadores. Por conta dos direitos adquiridos, o PSSC não pode ser eliminado por completo de imediato, de modo que a proposta do deputado petista busca diminuir seu impacto sobre as contas públicas e impedir a possibilidade de novas adesões.

Como forma de transição, a proposta seria que a União assumisse os custos relativos a direitos adquiridos dos parlamentares já associados, que teriam até 90 dias para informar se pretendem continuar no plano especial, porém mediante contribuição de 22% do salário para manter os benefícios integrais, o que equivale ao dobro do valor atual de contribuição. O projeto de lei de Helder Salomão ainda prevê regras para a transição do sistema para o regime geral.

Leia Também:

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
2 Comentários
  • José Tarcísio Ribeiro Pinto , terça, 18 de junho de 2019

    Deputado Helder Salomão propõe com sabedoria e retidão a eliminação dos privilégios. Tem nosso apoio e aval nessa importante tarefa de resgate da credibilidade e da fiel representatividade! Parabéns Helder!

  • Vinicius , quinta, 20 de junho de 2019

    Hélder Salomão, um dos Deputados mais coerentes do Congresso. Como recém servidor em Cariacica, queria-lhe (ou alguém de seu grupo) como Prefeito. A educação e a saúde de Cariacica precisam de um outro Hélder ou duma Célia pra compensar as merdas do Juninho...

Matérias Relacionadas

'Os governadores estão perdendo importância política no Brasil'

Em Vitória, Márcio Pochmamn falou sobre política, economia e dificuldade dos governos estaduais

Privatização do saneamento pode extinguir Cesan e postos de trabalho 

Câmara Federal aprovou relatório do novo marco do saneamento básico, que abre para capital privado

Nildo Ouriques: 'Não é um ajuste fiscal, é um assalto ao Estado'

Em Vitória, professor da UFSC criticou modelo econômico do Espírito Santo vendido nacionalmente

Escolas de Samba repudiam declarações do vereador Davi Esmael

Agremiações consideram sensacionalista campanha contra investimentos públicos no Carnaval