Holofote nacional

Apagado das articulações locais e sem deixar saudades, Hartung volta às cotações para Presidência em 2022

Dupla dinâmica do apresentador de TV, Luciano Huck, o ex-governador Paulo Hartung saiu da cotação de vice do novo pupilo político e voltou a ser exaltado no mercado nacional, nos últimos dias, como um dos candidatos fortes à Presidência da República em 2022. Apagado das articulações no Espírito Santo e esquecido, sem saudades, por boa parte dos capixabas, ele mantém para fora a mesma estratégia dos períodos de seus governos, de exposição constante na mídia com publicação de artigos, o que consolida cada vez mais sua marca de “gestor exemplo e solução para o País”, além de ampliar sua circulação por vários estados em palestras e eventos, como presidente executivo da Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), dos governos de São Paulo, Minas Gerais e Pará, e liderança dos movimentos Agora e RenovaBR, etc., etc. e etc. (é função a perder de vista!). Ainda no rastro da matéria do The Economist de agosto, que o fixou em meios aos holofotes, Hartung, a toda hora, repete seu mantra de “eficiência em gestão pública”. Na próxima semana (9), em São Paulo, tem outra agenda parecida. É o convidado do Pensamento Nacional das Bases Empresariais, para evento que faz parte de uma série chamada “Do Brasil que temos ao Brasil que queremos”. Os confetes em cima do ex-governador ocorrem junto com movimentações de Huck e de personagens do centro que integram o mesmo projeto político. O apresentador de TV resolveu, porém, pisar no freio nessa terça-feira (1) e afirmou publicamente, também em evento em SP, que “nunca se colocou como candidato”. Huck, Hartung...Hartung, Huck...o fato é que nenhum dos dois “está brincando em serviço”. Quem não conhece, que compre!

Não para
Uma rápida verificada nas redes sociais de Hartung já dá pra ter dimensão de suas movimentações. Depois de abandonar o Facebook em seu governo, para não ser ainda mais bombardeado pela população insatisfeita, voltou com tudo.

Contra a corrente
Até lá, candidato ou não, o ex-governador de todo jeito estará do lado oposto ao presidente Jair Bolsonaro em 2022. Com chances de despertar mais ira ou alguma simpatia no Estado. Vai depender se a maioria do eleitorado capixaba, que votou massivamente no militar do PSL, ainda o defenderá com unhas e dentes. Este primeiro ano sinaliza que não.

Mesmo time
Por falar em redes sociais de Hartung, em um de suas publicações sobre o curso da RenovaBR no Rio de Janeiro, que contou com presença de capixabas, tem um comentário da liderança comunitária Evandro Figueiredo, de Jardim Camburi, Vitória. Ele faz uma exaltação própria: diz que participou do curso, foi selecionado entre mais de 31 mil candidatos, e é “extraordinário” fazer parte desse time que quer renovar as políticas existentes”. Daí lembrei....

Mesmo time II
....quem fim levou aquela investigação de fake news pela Polícia Federal atribuída a ele em 2018, com o intuito apontado na época de influenciar as eleições em favor de Hartung, com a divulgação de uma pesquisa falsa? Na época, o governo respondeu com a demissão dele do cargo que ocupava na Secretaria de Estado de Esportes (Sesport). Mas depois o assunto foi esquecido.

Palanque
O presidente do PSL no Estado, Carlos Manato, anunciou mais um candidato para 2020: o empresário Ananias Wyatt, à prefeitura de Fundão. Caso encare mesmo a disputa, será mais um novato a ser testado nas urnas, num município envolvido em polêmicas políticas.

Mudanças
Eduarda La Rocque deixou oficialmente o cargo de diretora de Estudos e Pesquisas do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) para assumir o novo posto de economista-chefe do Banestes, pela primeira vez destinado a uma mulher. A cadeira que ocupava no instituto comandado por Luiz Paulo Vellozo Lucas pertence, agora, a outra economista, Junia Maria Barroso Rosa.

Mudanças II
Eduarda, que foi secretária municipal da Fazenda do Rio de Janeiro e conselheira de campanha de Marcelo Freixo (Psol), vinha trabalhando, no Instituto Jones, com a criação de um Índice de Prosperidade do Espírito Santo (Ipes), que foca em 52 fontes de dados sociais, culturais e ambientais para guiar um plano de metas de longo prazo. A expectativa em relação ao projeto continua.

Na ativa
Enquanto a ação judicial que pede nulidade do pleito interno não “anda”, os novos integrantes dos conselhos Administrativo e Fiscal do Instituto de Previdência do Estado (IPAJM) realizaram sua primeira reunião oficial. Eles foram empossados na última semana, como se nada tivesse acontecido, para um mandato de três anos. Processo foi marcado por denúncias e reclamações.

Contaminado
Quem acionou a Justiça foram os sindicatos dos Servidores Públicos do Poder Judiciário (Sindijudiciário/ES) e dos Servidores da Assembleia e do Tribunal de Contas (Sindilegis), alegando inconstitucionalidade da eleição. A não ser os servidores do governo, muita gente não conseguiu votar.

PENSAMENTO:
“Onde não há igualdade, a amizade não perdura”. Platão

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
1 Comentários
  • Eduardo , sexta, 04 de outubro de 2019

    Sem querer polemizar, mas achei que, Infelizmente, a autora da reportagem, e é só o que vemos hoje em dia, sobreleva muito mais sua opinião pessoal (e política ) ao que realmente se pode apurar com segurança do povo capixava e do povo brasileiro. Não é minha intenção defender o ex-governador Hartung e nem o atual presidente, mas os dizeres afirmando que Paulo Hartung está "apagado e esquecido" no E.S e a conclusão de que: a considerar este primeiro ano, há sinais de que o povo capixava não irá apoiar o presidente em 2022, não têm base em pesquisas sérias ou outro dado minimamente sólido e palpável. Seria melhor afirmar como a própria opinião. Até acharia válido.

Matérias Relacionadas

Pote cheio

Depois de “comer o pão que o diabo amassou”, Casagrande não está mais disposto a engolir mantra de Hartung

Passos vigiados

Enquanto o PL nacional aposta em Magno, deputada Lauriete abre campo para especulações no Estado

MDB Nacional intervém no Estado e suspende eleições partidárias de domingo

Decisão atende a requerimento de Lelo, que acusa máquina estadual de atuar em favor de Marcelino

Cara na reta

Impulsionado por Hartung, Audifax entra com antecedência na linha de tiro da tropa palaciana