Majeski é rejeitado nas prévias do PSB, mas diz que não desiste da candidatura 

Deputado criticou os critérios adotados pelo partido e a falta de transparência das prévias desta segunda

Como já era esperado, o vice-prefeito de Vitória, Sérgio Sá, é o vencedor das prévias realizadas pelo PSB na noite desta segunda-feira (17), para indicar o pré-candidato a prefeito de Vitória nas eleições de outubro. O deputado estadual Sergio Majeski recebeu apenas dois votos, contra os 60 dados a Sérgio Sá. 

Apesar do resultado, Majeski afirmou que manterá a candidatura, que será definida na convenção do partido, no próximo mês de julho: “Eu sou tão pré-candidato quanto eu entrei. Eu não renuncio a absolutamente nada”, ressaltou, registrando que existem duas opções, apresentar a pré-candidatura na convenção de julho ou sair do partido. 

O deputado criticou a escolha por meio de voto aberto. “Esse evento não tem fundamentação jurídica nenhuma. O próprio estatuto do PSB, alguns desconhecem, diz claramente: a única forma de escolher candidato é a convenção e ninguém pode proibir as pessoas de participar de convenção”, comentou o deputado. 

Ele criticou a forma “pouco transparente e os critérios adotados para a realização as prévias, questionando como os filiados foram convocados. “Ninguém foi convocado aqui”, disse, e acrescentou que as prévias foram realizadas com os militantes e simpatizantes de Sérgio Sá. 

O parlamentar afirmou que as prévias não possuem validade jurídica e se houver alguma será derrubada no Tribunal de Justiça. Segundo ele, parte da Executiva estava pressionado as pessoas, ligando para pedir votos, principalmente a quem tem cargo público. E perguntou: “Quem ficou sabendo disso aqui?” .  

A disputa interna do PSB para definir o pré-candidato à Prefeitura de Vitória nas eleições deste ano foi marcada por polêmica e ainda não representa um processo concluído. O deputado estadual Sergio Majeski e o vice-prefeito Sérgio Sá ainda disputarão a preferência dos delegados do partido, cada um tentando superar barreiras, a fim de garantir a candidatura na convenção do próximo mês de julho. 

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
1 Comentários
Matérias Relacionadas

Majeski fica no PSB e diz: 'não serei candidato a qualquer custo'

Ao ser rejeitado nas prévias do partido, em fevereiro, Majeski garantiu que não desistiria da candidatura

'Elvis Presley brasileiro' se filia ao PP e disputa a Prefeitura de Alegre

O pré-candidato Toni Lemos é o personagem "Elvis Presley" que resistiu até a década de 90

Roberto Martins mantém candidatura e Majeski se define com o PSB nesta sexta

Vereador mantém seu projeto eleitoral em Vitória alinhado com o deputado estadual Sergio Majeski

Bahiense diz que PSL virou partido de esquerda e desiste de pré-candidatura

O deputado Danilo Bahiense aponta intervenção externa na formação da nova diretoria do partido