Ministério Público Federal recomenda que Dnit faça duplicação da BR-259

Dnit tem cinco dias para informar sobre o acolhimento da recomendação

O Ministério Público Federal (MPF) expediu recomendação para que a Superintendência Regional do Departamento de Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) no Espírito Santo determine a retificação do Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) da BR-259, que interliga o Espírito Santo a Minas Gerais, e que conste no documento, exclusivamente, a duplicação da rodovia como solução para que sejam atendidos os níveis de serviço adequados no local.

A recomendação foi expedida no inquérito civil (1.17.002.000188/2018-51) instaurado para apurar a suspeita de manipulação do resultado do Estudo, o que configuraria ato de improbidade administrativa por parte de servidores do Dnit, com possível participação da Concessionária Prosul-Appe.

Foi fixado prazo de cinco dias para que o Dnit informe sobre o acolhimento da recomendação e, em caso positivo, o órgão tem 10 dias para seu o cumprimento. Caso a recomendação não seja acatada, o Dnit terá que justificar a decisão e não está descartada a adoção de outras medidas judiciais por parte do MPF.

Desde março de 2017, o Dnit está sob intervenção nas questões relacionadas à BR-259 entre o município de João Neiva e a divisa entre Espírito Santo e Minas Gerais. A decisão foi obtida pelo MPF para que sejam realizadas, de fato, as melhorias na rodovia. As decisões judiciais acerca do trecho (relacionadas à adequação dos acostamentos, restauração da rodovia, realização de sinalização vertical e horizontal, correção do desvio do Km 28, e instalação de postos de pesagem) vinham sendo ignoradas pela autarquia há anos. Em abril de 2018, a Justiça manteve a intervenção a pedido do MPF.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

PRF admite: atraso em duplicação tem gerado mortes na BR-101   

Para superintendente Amarílio Boni, se as obras da ECO 101 estivessem avançadas, mortes seriam evitadas

ECO 101 acumula 'sangue nas mãos' com denúncias de ações criminosas

Além de não cumprir com a duplicação da BR-101, investigações apontam para esquema de corrupção

Sem duplicação, 41 pessoas já morreram na BR-101 neste ano

De janeiro a junho, das 55 mortes em BRs capixabas, 41 (74,54%) ocorreram na 101