MPT arquiva pedido de impugnação das eleições do Sindipúblicos-ES

Decisão ratifica vitória da chapa 1, da situação, comandada por Tadeu Guerzet

O Ministério Público do Trabalho, por meio da Procuradoria Regional do Trabalho da 17ª região (MPT-ES), indeferiu e arquivou o pedido de impugnação das eleições sindicais do Sindicato dos Trabalhadores e Servidores Públicos do Espírito Santo (Sindipúblicos-ES) requerido pela Chapa 2. Dessa forma, fica ratificada a vitória da Chapa 1 – “Juntos, Porque a luta não pode parar”, presidida por Tadeu Cardoso Guerzet, que foi eleita por 491 votos (64,7% dos votos válidos) para a Direção Executiva do Sindipúblicos-ES no período de 2019 a 2021. 

A chapa 2 – “Nosso Sindipúblicos”, de oposição, obteve 267 votos. Já para o Conselho Fiscal, a Chapa Única – “Ética e Transparência” foi eleita com 685 votos. Durante três dias de votação, 805 sindicalizados compareceram às urnas instaladas nos locais de trabalho por todo o Espírito Santo. 

O pedido de Impugnação foi realizado em dezembro do ano passado, durante a segunda chamada para a eleição, uma vez que a primeira (realizada em novembro) não obteve o quórum suficiente. De acordo com o documento, que foi registrado à Comissão Eleitoral pela Chapa 2 e levado à Justiça, um caso de racismo ocorrido nos dias do pleito foi divulgado no site oficial da entidade sindical, tipificando divulgação de propaganda contra a chapa oposicionista, uma vez que a mulher que praticou o ato de injúria racial foi identificada como apoiadora da Chapa 2. 

No pedido de impugnação, a Chapa 2 pede também anulação do pleito, com base no artigo 77 do Estatuto da entidade sindical, que prevê anulação quando houver vício ou fraude que comprometa a legitimidade da eleição. 

O caso de injúria racial foi registrado no dia 11 de dezembro, quando a estudante de Direito da Universidade Federal do Estado (Ufes), Isabela Mamedi, de 22 anos, que atuava como fiscal de urna para a Chapa 1, foi alvo de injúria racial por parte de sindicalizada apontada como apoiadora da Chapa 2, na própria sede da entidade sindical, localizada no Centro de Vitória. 

 A decisão que arquivou o processo foi do procurador do trabalho Antonio Marcos Fonseca de Souza.

Nova Gestão

O novo presidente, Tadeu Guerzet, logo depois de eleito, ressaltou a Século Diário que a gestão da entidade sindical continuará tocando pautas centrais do Sindipúblicos-ES, entre elas, a necessidade de reajuste para recomposição das perdas salariais acumuladas ao longo dos anos, a realização de novos concursos públicos se opondo à sobreposição de vínculos como terceirizados, designação temporária e também comissionados. “São bandeiras das quais não abrimos mão”, destacou.

Além disso, a nova gestão do Sindicato também buscará abertura de diálogo com o governador Renato Casagrande (PSB), e seu secretariado. 
 

Leia Também:

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Chapa da situação vence eleições no Sindipúblicos para gestão de três anos

Chapa 1 foi eleita com 491 votos válidos (64,7%), tendo como presidente Tadeu Guerzet

Fim da linha?

Embora Lelo tenha no comando do MDB sua boia de salvação, ruídos consideram sua permanência insustentável

Campo aberto

Com saldo negativo, MDB se movimenta para disputa interna: Marcelino Fraga é forte candidato ao posto

A herança de PH

Com vitória de Bolsonaro, Carlos Manato ocupará hierarquia do espaço deixado por Hartung