MPT arquiva pedido de impugnação das eleições do Sindipúblicos-ES

Decisão ratifica vitória da chapa 1, da situação, comandada por Tadeu Guerzet

O Ministério Público do Trabalho, por meio da Procuradoria Regional do Trabalho da 17ª região (MPT-ES), indeferiu e arquivou o pedido de impugnação das eleições sindicais do Sindicato dos Trabalhadores e Servidores Públicos do Espírito Santo (Sindipúblicos-ES) requerido pela Chapa 2. Dessa forma, fica ratificada a vitória da Chapa 1 – “Juntos, Porque a luta não pode parar”, presidida por Tadeu Cardoso Guerzet, que foi eleita por 491 votos (64,7% dos votos válidos) para a Direção Executiva do Sindipúblicos-ES no período de 2019 a 2021. 

A chapa 2 – “Nosso Sindipúblicos”, de oposição, obteve 267 votos. Já para o Conselho Fiscal, a Chapa Única – “Ética e Transparência” foi eleita com 685 votos. Durante três dias de votação, 805 sindicalizados compareceram às urnas instaladas nos locais de trabalho por todo o Espírito Santo. 

O pedido de Impugnação foi realizado em dezembro do ano passado, durante a segunda chamada para a eleição, uma vez que a primeira (realizada em novembro) não obteve o quórum suficiente. De acordo com o documento, que foi registrado à Comissão Eleitoral pela Chapa 2 e levado à Justiça, um caso de racismo ocorrido nos dias do pleito foi divulgado no site oficial da entidade sindical, tipificando divulgação de propaganda contra a chapa oposicionista, uma vez que a mulher que praticou o ato de injúria racial foi identificada como apoiadora da Chapa 2. 

No pedido de impugnação, a Chapa 2 pede também anulação do pleito, com base no artigo 77 do Estatuto da entidade sindical, que prevê anulação quando houver vício ou fraude que comprometa a legitimidade da eleição. 

O caso de injúria racial foi registrado no dia 11 de dezembro, quando a estudante de Direito da Universidade Federal do Estado (Ufes), Isabela Mamedi, de 22 anos, que atuava como fiscal de urna para a Chapa 1, foi alvo de injúria racial por parte de sindicalizada apontada como apoiadora da Chapa 2, na própria sede da entidade sindical, localizada no Centro de Vitória. 

 A decisão que arquivou o processo foi do procurador do trabalho Antonio Marcos Fonseca de Souza.

Nova Gestão

O novo presidente, Tadeu Guerzet, logo depois de eleito, ressaltou a Século Diário que a gestão da entidade sindical continuará tocando pautas centrais do Sindipúblicos-ES, entre elas, a necessidade de reajuste para recomposição das perdas salariais acumuladas ao longo dos anos, a realização de novos concursos públicos se opondo à sobreposição de vínculos como terceirizados, designação temporária e também comissionados. “São bandeiras das quais não abrimos mão”, destacou.

Além disso, a nova gestão do Sindicato também buscará abertura de diálogo com o governador Renato Casagrande (PSB), e seu secretariado. 
 

Leia Também:

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Governo e prefeitura terão que regularizar alvarás de prédios públicos

Prédios como o Fábio Ruschi, no Centro de Vitória, têm risco de incêndios e infraestrutura comprometida

Sem sentido

Escolha para conselheiro do TCE registra duas surpresas e uma contradição, chamada Dr. Hércules

Servidores do Iema protestam contra sucateamento da autarquia

Movimento será realizado nesta quarta-feira, depois de deliberação em reunião com os servidores

Sesa apura denúncias de assédio e racismo no Serviço de Verificação de Óbito

Denúncia foi encaminhada à Secretaria de Saúde pelo Sindipúblicos, que foi procurado por servidoras