Multidão do 'EleNão' protesta em Vitória contra Jair Bolsonaro

O protesto contra o fascismo foi convocado pelas mulheres e ganhou a adesão de homens e famílias

Como ocorreu em várias cidades do País, uma multidão saiu às ruas em Vitória na tarde desse sábado (29) para protestar contra as atitudes fascistas do presidenciável do PSL, Jair Bolsonaro (RJ). Convocado pelas mulheres, o movimento ganhou a adesão de famílias e homens, jovens e  idosos, formando uma aglomeração de mais de cinco mil pessoas. 


Foto: Sérgio Cardoso

O movimento, que contou com a participação de lideranças de movimentos sociais, protestou também contra o general Hamilton Mourão (PRTB), vice de Bolsonaro, e o senador Magno Malta (PR). Eventos idênticos foram realizados em Portugal, Itália, França e Alemanha. 

Ao som da música “EleNão”, cantada com a melodia da canção “Bella Ciao”, entoada pela resistência italiana ao governo fascista de Mussolini, nos anos 30/40, a multidão se concentrou na Praça do Papa, dirigindo-se até o Marco Vitória, depois da Assembleia Legislativa. 

Portando cartazes e gritando palavras de ordem, mulheres e homens protestavam contra as atitudes de misoginia, homofobia e preconceito, além de condenar a defesa que Bolsonaro faz da ditadura militar de 64 e do torturador Brilhante Ustra. 

 A multidão em defesa da democracia e do fim da política de ódio e preconceito deixou claro que o movimento era pacífico e apartidário, visando repudiar posicionamentos fascistas de Bolsonaro e, principalmente, para servir de alerta a fim de que o Brasil reencontre a normalidade democrática.

Em Cachoeiro de Itapemirim, Alegre e Jerônimo Monteiro, sul do Estado, e São Mateus, Aracruz e Nova Venécia, no norte, também ocorreram manifestações contra o presidenciável. No restante do País, os protestos foram registrados em todas as regiões. As maiores mobilizações ocorreram no Rio, São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Teresina, Maceió e João Pessoa. 

O movimento começou nas redes sociais, com uma mobilização do grupo Mulheres Unidas Contra Bolsonaro e depois se espalhou por várias capitais brasileiras. No último dia 19, o movimento divulgou um vídeo dizendo que "não sabe respeitar uma criança. Ele não sabe respeitar uma mulher. Ele não respeitar as diferenças e tudo tem que ser do jeito que ele quer". 

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
8 Comentários
  • machado , domingo, 30 de setembro de 2018

    Fracasso total do #elenao. É só comparar com o #ELESIM de hoje (30.09) para constatar isso. Bolsonaro Presidente. Que todos os petralhas e tucanalhas que roubaram esse país seja presos pelos crimes que cometeram. Viva a Lava Jato. Viva Sérgio Moro.

  • machado , domingo, 30 de setembro de 2018

    Aproveitando o ensejo e acreditando ser este sítio imparcial ( muita gente diz que este jornal é infestado de PeTralhas - eu não acredito nisso), aguardo a publicação da manifestação do #ELESIM de 30.09.2018 neste espaço. Se possível com fotos comparativas dos dois movimentos, feita do mesmo ângulo de visão.

  • Willians , segunda, 01 de outubro de 2018

    Participei da manifestação #ELESIM e foi um show de cidadania, senti orgulho do nosso povo com a bandeira do Brasil e me trouxe esperança de dias melhores, assim como todos os leitores, eu tbm espero que este meu de comunicação mostre a manifestação #ELESIM e se possível do mesmo ou melhor ângulo, sendo imparcial.

  • Dirceu , segunda, 01 de outubro de 2018

    Esse movimento fracassado do #elenão na verdade é composto por lobos(petistas), disfarçados de cordeirinho, porque se fosse um manifesto do PT, teria 10% das pessoas que compareceram. Como a Globo e todos os meios de comunicação trabalham em favor de Sir Sapo Barbudo e sua gang, fica bem claro a intenção desta matéria. Tiveram centenas de movimentos pro Bolsonaro , anteriores aos de domingo, e nenhum jornal jamais noticiou, o das mulheres, pra juntar as pessoas, precisou da ajuda de vários artistas globais, cantores, pra um determinado dia aglomerar mais gente, e baterem a foto oficial, com intuito de fazer comparações aos atos prós, e ai a imprensa toda, já combinada, noticiou o tal evento, mas só não contavam com a contrapartida, e diga-se de passagem, deu um verdadeiro banho de multidão, que tomaram as ruas, praças, e posso dizer que em meus 51 anos de idade, nunca vi nada igual, expontâneo, do povo para o político, organizados pelo povo, com recursos do povo, e a imprensa.....?????caladinha. O globo.com e uol, no sábado, em suas primeiras paginas, foto enorme do movimento feminino, ontem na pagina principal dos mesmos, só futebol....e viva a democracia>

  • Décio Lincoln Scopel , segunda, 01 de outubro de 2018

    Esse jornal ta parecendo a Globo, só mostra noticias falsas, vai perder minha credibilidade.

  • luis carlos pratti , segunda, 01 de outubro de 2018

    sou leitor do século diário e quero deixar minha nota de repudio pela parcialidade usada ao divulgarem apenas um lado do movimento quanto a candidatura do presidenciável, Jair Messias Bolsonaro.

  • Rodolfo , segunda, 01 de outubro de 2018

    Sou leitor assíduo desta pagina,mas que pra mim perdeu descrédito quando um mero colunista desse site deu chilique,pois o Arcebispo da capital recebeu um determinado Senador numa visita institucional,será que o mesmo ia dar chilique e fazer uma carta se o mesmo Arcebispo recebesse uma deputada federal que defende estuprador e diz que pedofilia não é crime e sim doença,doença é defender bandidos sem se preocupar com a família da vitima e sobre ontem a manifestação foi linda como a presença inclusive de muitas famílias e criança,mas infelizmente para esse site não existe imparcialidade e somente um lado da moeda.

  • Carlos Santos , terça, 02 de outubro de 2018

    Por gentileza Século Diário, apenas faça-nos uma pequena correção. "Grupos de apoio a Bolsonaro promovem manifestação em Vitória" e "Multidão do EleNão protesta em Vitória contra Jair Bolsonaro" nos dá uma visão um tanto quanto equivocada dos fatos, a começar pelos títulos.

Matérias Relacionadas

MPs recomendam que instituições combatam assédio a professores

Entre as instituições, a recomendação foi enviada para Ufes, Ifes, Sedu e Secretaria de Vitória

Ódio, presente

O discurso de ódio vira marca da campanha presidencial e recebe estímulo de lideranças evangélicas

Ódio, presente

O discurso de ódio vira marca da campanha presidencial e recebe estímulo de lideranças evangélicas

STF decide manter preso ex-conselheiro do Tribunal de Contas

Primeira turma negou pedido de liberdade e de prescrição a Valci Ferreira