No carnaval da superação, Boa Vista se sagra campeã

Escola de samba de Cariacica sofreu com incêndio no barracão no ano passado, mas deu a volta por cima

Um carnaval de superação que vai entrar para a história. Assim foi a vitória da Independentes de Boa Vista. Em agosto do ano passado, um incêndio acometeu o barracão da escola em Cariacica, destruindo carros alegóricos e deixando um prejuízo de cerca de R$ 80 mil. Mas a escola deu a volta por cima e sagrou-se campeã do Carnaval de Vitória nesta quarta-feira (27), com 179,7 pontos depois de apuração das notas dos jurados que aconteceu no Sambão do Povo. O enredo da Boa Vista falou sobre os 90 anos da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e não chegou a empolgar na avenida, o que tornou o resultado surpreendente pois especialistas não apontavam a escola entre as favoritas ao título.


Foto: Elizabeth Nader/PMV

Sem punições, a escola de Itaquari largou na frente e logo se desvencilhou da Novo Império, que terminou um décimo atrás, empatada com a Mocidade Unida da Glória (MUG). A princípio a Liga Independente das Escolas de Samba do Grupo Especial - ES (Liesge) havia declarado a Novo Império como vice-campeã mas retificou em nota no dia seguinte, após checar os critérios de desempate estabelecidos pelo regulamento. O mesmo aconteceu nas posições seguintes: a Unidos de Jucutuquara ficou com o quarto lugar, antes anunciado para a Unidos da Piedade, que tinha o mesmo número de pontos. Em seguida na classificação veio a Imperatriz do Forte e em último lugar a Pega no Samba, que descende para o Grupo de Acesso A no próximo ano.

Classificação

1º Boa Vista
2º MUG
3º Novo Império
4º Jucutuquara
5º Unidos da Piedade
6º Imperatriz do Forte
7º Pega no Samba

Grupo de Acesso A

Em disputa emocionante, a Independentes de São Torquato  fez 179,1 pontos e bateu por um décimo a Chegou o que Faltava e se sagrou campeã do Grupo de Acesso A. A torcida da Chegou o Que Faltava chegou a protestar porque a escola teve maior pontuação dos jurados, mas sofreu penalidades que tornaram sua nota menor que da escola de Vila Velha. O enredo vencedor da São Torquato fez uma homenagem aos bares e à boemia.

A escola que possui cinco títulos de campeã do Carnaval de Vitória, retorna à elite do carnaval, desfilando no próximo ano no Grupo Especial no lugar da Pega no Samba, que acabou rebaixada este ano.

Do Grupo de Acesso A, as duas últimas escolas, Tradição Serrana e Império de Fátima, foram rebaixadas e disputarão no próximo ano o Grupo de Acesso B, que passará a contar com cinco escolas.

Grupo de Acesso B

No Grupo de Acesso B, a campeã foi a Mocidade da Praia, da Praia do Canto, em Vitória, que trouxe um enredo sobre São Jorge. Com 178,2 pontos, ela superou as escolas Independentes de Eucalipto, União Jovem de Itacibá e a Mocidade Serrana e conseguiu acesso para o Grupo A, desfilando na sexta-feira em 2020.

Fundada como batucada em 1947, antes da existência de escolas de samba no Espírito Santo, a Mocidade da Praia venceu diversas vezes o campeonato de batucadas até se tornar escola de samba em 1972, chegando a se sagrar campeã do Carnaval de Vitória em 1981 e 1984. Mas a escola acabou se desfazendo com as paralizações dos desfiles entre 1993 e 1997 e só conseguiu voltar a desfilar no ano passado.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Luciano Rezende veta emenda que incluía 'cultura religiosa' na Lei Rubem Braga

Coluna CulturArte: show do Los Hermanos descumpre lei, samba autoral no Bar da Zilda, rumos do audiovisual

Festa vai celebrar cultura africana e afrobrasileira

Big Bat Blues Band é uma das atrações do Sikó, evento gratuito na praça de Bairro República, em Vitória

Movimento de moradia e prefeitura seguem em impasse sobre Edifício Santa Cecília

MNLN e Brigadas Populares propõem reforma sem retirar moradores que ocupam prédio no Centro de Vitória

Oficina sobre Comunicação Não-Violenta será realizada em Vitória

Especialista e divulgador do tema, o inglês Dominic Barter será o facilitador do encontro em maio