Projeto para anistia de Policiais Militares pode ser votado nesta terça-feira

Governador Renato Casagrande (PSB) encaminhou pedido para que deputados avaliem projeto de lei

Na tarde de hoje, o governador Renato Casagrande (PSB) convocou os deputados estaduais a apreciar, em sessões extraordinárias na próxima terça (15) e quarta-feira (16), o projeto de lei complementar que “concede anistia das penalidades e procedimentos administrativos impostos aos militares estaduais em razão da crise na segurança pública ocorrida em fevereiro de 2017”, conforme descrito no documento.

Embora o pedido de avaliação tenha sido encaminhado, o projeto de lei ainda não foi divulgado nem protocolado na Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales). O teor da proposta do governo será apresentado às 10h de terça-feira em coletiva de imprensa no Palácio Anchieta. A sessão legislativa da Ales deve iniciar a apreciação da matéria na sessão extraordinária do mesmo dia, que começa às 15h. Quem avaliará o projeto será a legislatura 2014-2018, tendo em vista que o novo grupo eleito em outubro passado toma posse apenas em fevereiro de 2019.

Na sessão desta segunda-feira, um dos que defendeu a anistia foi o deputado Da Vitória (PPS), militar da reserva e eleito deputado federal, falando em “corrigir a covardia e injustiças com nossos militares que pagaram pelos erros do governo passado”. O capitão Paulo Araújo de Oliveira, presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Espírito Santo (Asses), comentou que o clima é de ansiedade na corporação, mas que ainda não possuem detalhes do projeto. “O que sabemos é apenas o que o governador anunciou durante a passagem de comando da PM, de que vai haver uma plataforma de avaliação durante um período de todos que estão com processos e que terminado esse período teriam a anistia concluída. Estamos aguardo o projeto ser encaminhado para a Assembleia”, disse, avaliando positivamente tal proposição.

Leia Também:

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

‘Carreira única é o primeiro degrau na escalada da modernidade da Polícia Civil’

Para Roberto Darós, apenas a unificação pode subir o índice de inquéritos que chegam à Justiça