PSL insiste em ter comando da Comissão de Segurança na Assembleia Legislativa

O capitão Assumção, eleito em outubro de 2018, está se articulando com outras lideranças políticas

O PSL manterá a posição de votar em bloco na escolha do presidente da Assembleia Legislativa, conforme determinação do coordenador estadual do partido do presidente Jair Bolsonaro, Carlos Manato. A contrapartida é a garantia der ter a presidência da Comissão de Segurança Pública e um lugar na mesa diretora.

Essa posição será explicitada nessa quarta-feira (9), no encontro que os deputados novatos - eleitos em outubro de 2018 para um primeiro mandato - realizam sobre o tema, segundo informou o capitão Assumção, que será o líder do partido na próxima legislatura, a ser iniciar no dia 1 de fevereiro. 

“O partido ainda não fechou questão, até mesmo porque o que se tem, até agora, é o nome do deputado Erick Musso, mas outros candidatos poderão surgir”, analisa o capitão Assumção, acrescentando que seu bloco não abre mão da presidência da Comissão de Justiça, que seria ocupada pelo delegado Danilo Bahiense.

Na última reunião dos deputados novatos, houve a sugestão de o grupo apresentar um nome para a presidência da Assembleia, sendo cogitado o nome do deputado eleito Alexandre Quintino, do PSL, mas a ideia não prosperou. 

A definição de nomes para compor a futura Mesa-Diretora da Assembleia Legislativa movimenta os meios políticos, mas ainda se mantém em aberto, apesar do processo sinalizar para a reeleição do atual presidente, deputado Erick Musso (PRB).  

O parlamentar é ligado ao ex-governador Paulo Hartung, a quem é creditada a sua reeleição, mas vem se aproximando do governador Renato Casagrande.

Outro nome cogitado nos meios políticos é o do deputado Ferraço, um dos primeiros a fechar com a candidatura do atual governador. Essa posição deverá pesar na definição, considerado o clima de ruptura declarada de Casagrande com a gestão anterior.

O governador Renato Casagrande participa ativamente do processo, conversando com os deputados, a fim de se inteirar da situação, principalmente com os parlamentares novatos. Esses encontros estão ocorrendo ao longo de toda a semana, no palácio Anchieta.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Capitão Assumção é condenado a cinco anos de prisão por greve da Polícia Militar

Juíza considerou que o deputado foi o grande idealizador e o principal articulador do movimento de 2017

PM's contestam regras para promoções que excluem militares em licença médica

Quadro, que deve ser publicado nesta sexta-feira, não contempla policiais que encerraram 2018 afastados

Privilégios ao MPES aprovados na Assembleia Legislativa geram mais críticas

Deputados do PSL reforçaram posição contrária aos projetos, que contaram com articulação de Erick Musso