#QuartasPoéticas apresenta vídeos de poesia de um minuto nas redes sociais

Gravados no ES e Bahia, vídeos abordam o amor, incluindo poemas de Elisa Lucinda e Hilda Hilst

Praças e universidades capixabas e baianas como cenários. Poesias de artistas notáveis e também de poetas menos famosos. Irreverência. Ousadia e delicadeza. Beleza e originalidade. Essas são algumas das marcas do projeto #QuartasPoéticas, do baiano Lucas de Matos, em que vídeos de poesia com um minuto de duração, com legendas para surdos, são divulgados no Instagram e Youtube.

A primeira série versa sobre o Amor e conta com “Poemeto do Amor ao Próximo”, de Elisa Lucinda; IV (Presságio), de Hilda Hilst; “Poema Livre”, de Adriele do Carmo; “(EX)Pandir”, de Kati Souto; e “AMOR”, do próprio Lucas de Matos.

A ideia surgiu em 2018, quando Lucas publicou dois vídeos, sendo um deles gravado no Pelourinho. Retomando neste ano, a segunda temporada traz o amor e suas vertentes como temática norteadora dos textos. Com gravações na Bahia e no Espírito Santo, tendo praças, universidades e até tapetes com pétalas de rosas como cenários, já foram publicados quatro vídeos, os quais contam com a edição do cineasta Roger Ghil, de Vila Velha.



Nascido em Salvador e formado em Comunicação Social com Relações Públicas pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Lucas tem fascínio pelo mundo da literatura desde o Ensino Médio. “Se não fosse o incentivo de professoras, nem o familiar, talvez não achasse interessante escrever nem consumir poesias”, comenta Lucas. “Através do Quartas Poéticas eu tento, por meio de visualidades, sons e vocábulos diversos, aproximar pessoas para esse universo tão bonito, inteligente e desanuviador das palavras”, acrescenta.

Nesta temporada ainda serão publicados mais três vídeos, intercalados de 15 em 15 dias até 12 de junho, data de aniversário do idealizador, que conta novidades: “No dia 15 de maio, lançarei o vídeo recitando uma música de Chico César, que será gravado no Museu da Cultura Afro-Brasileira (Muncab), localizado na Rua do Tesouro no centro de Salvador”, revela.

Confira o resultado desse projeto no Instagram, ou em seu canal no YouTube.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Cafeteria com comida afro-brasileira vai funcionar no Mucane

Coluna CulturArte: novo livro de Elisa Lucinda, lançamentos na música capixaba e Mostra Cinema de Bordas

Cultura do Espírito Santo vive noite de brilho na Bahia

Silva, Elisa Lucinda, Fabrício Noronha e Carol Ruas debateram cultura capixaba na Casa Ninja, em Salvador