São Mateus recebe Acampamento Estadual da Juventude Negra

Jovens se reunião em janeiro para discutir enfrentamento ao racismo e planejar as lutas de 2019

"O ano de 2019 será de muitos desafios e de muita luta. Precisamos estar mais juntos, definir estratégias coletivamente e colocá-las em práticas", explica Winny Rocha, coordenador do Círculo Palmarino, entidade que organiza de 25 a 27 de janeiro o Acampamento Estadual da Juventude Negra, que acontece em São Mateus, no território tradicional de resistência negra do Sapê do Norte.


Foto: Círculo Palmarino/Facebook

 

Podem participar jovens negros e negras de qualquer município do Estado. A participação é gratuita e a organização está realizando uma vaquinha online para garantir a infraestrutura necessária como transporte, alimentação e material a ser usado nas atividades. A meta é arrecadar R$ 2,2 mil para poder receber 40 jovens de todo Espírito Santo.

Entre as atividades previstas para acontecer no Sítio Histórico de São Mateus estão rodas de conversa sobre história, relações raciais e enfrentamento ao racismo, momentos de lazer e interação, intervenções culturais e visitas a pontos do território. O encerramento será com uma atividade em um dos quilombos da região. "Com essa iniciativa o Círculo Palmarino pretende fortalecer e articular uma série de ações desenvolvidas por jovens negros e negras em diversas comunidades do Estado", explica Winny.

As inscrições devem ser feitas por um formulário digital. O comitê organizador fará a seleção buscando abranger a maior diversidade possível, sendo que o resultado será divulgado no dia 10 de janeiro na página do Círculo Palmarino ES no Facebook.

O chamado do evento ressalta a busca por resgatar a ancestralidade, fortalecer a resistência e criar formas coletiva de lutar contra o racismo no próximo período. Daí a proposta de construir uma rede para fortalecer as ações em cada localidade em que os participantes estejam inseridos, buscando também apoiar a organização da II Jornada Estadual Contra o Extermínio da Juventude Negra. Tudo isso para resgatar a ancestralidade, fortalecer a resistência e criar formas coletivas de luta contra o racismo no próximo período.

Outras dúvidas podem ser tiradas pelo e-mail circulopalmarinoes@gmail.com, pelo número (27) 99793-8060 (telefone ou Whatsapp) ou ainda pela página do Círculo Palmarino ES no Facebook.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.