Secretário de Meio Ambiente de Vitória denunciado por improbidade administrativa

Luiz Emanuel está envolvido em polêmias com entidades ambientais e deve retornar á Câmara de Vitória

O engenheiro Arthur Silva ingressou, nesta quinta-feira (10), com denúncia no Ministério Público Estadual, visando a abertura de inquérito civil, contra o vereador licenciado e secretário de Meio Ambiente de Vitória, Luiz Emanuel Zouain da Rocha (PPS), e de seu assessor Dárcio Bracarense Filgueiras, por improbidade administrativa, fraude e falta de decoro em local público. 

A denúncia do engenheiro é referente a uma viagem do secretário e de seu assessor a Brasília, para participar de uma reunião do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Condema), segundo ele mesmo divulgou. Ocorre que de acordo com a denúncia, na noite desse mesmo dia, foi divulgado nas redes sociais um vídeo em que o secretário aparece visivelmente embriagado, urinando em local público, em espaço familiar da capital federal.

O vídeo viralizou nas redes sociais e foi alvo de reportagem em jornais, levando a Prefeitura de Vitória a afirmar que o secretário estava de férias. No entanto, somente na edição do Diário Oficial do dia 26 de dezembro é que as férias foram formalizadas, mesmo assim, a começar no dia 21 e não no dia 20, confirmando que o secretário esteve na capital federal a serviço. 

O engenheiro afirma que representa, na denúncia, várias outras pessoas que “compartilham do mesmo sentimento, porém têm receio de assinar documento pedindo providências. Não estamos acusando ninguém,mas queremos a apuração dos fatos”, afirma. 

Ele pede que haja investigação a fim de comprovar que a viagem do secretário era oficial, feita com dinheiro público, citando ainda o comportamento obsceno do secretário a contradição explícita dos envolvidos e da própria Prefeitura de Vitória, que alegou que os dois implicados estavam em período de férias e custearam a ida a Brasília. 

“Ora, ao assim proceder, as dúvidas e suspeitas lançadas sobre os envolvidos, até então, se tornou institucionalizada, atraindo para a esfera  apuratória a própria Prefeitura Municipal de Vitória”, diz a denúncia. 

Luiz Emanuel, envolvido em polêmicas com entidades ambientais de Vitória, deve deixar o cargo e retornar à Câmara de Vereadores, em fevereiro, a fim de reforçar a base do Executivo, já que o novo presidente, Cléber Félix (Prog), não é alinhado ao prefeito Luciano Rezende (PPS) e, também, para tirar a administração dos holofotes da mídia. 
 

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Secretário deve explicar na Câmara de Vitória corte de horas extras de fiscais

Luiz Emanoel Zouain é convidado da próxima reunião da comissão de Meio Ambiente, junto do Sindfav

‘Não basta tipificar, é preciso nomear o feminicídio’

Especialista Renata Bravo analisa a aplicação da Lei e Diretrizes Nacionais em processos penais de Vitória

Câmara de Vitória aprova convocação de secretário de meio ambiente

Proposta de Roberto Martins cobra explicações sobre o aumento da poluição do ar pela Vale

Roberto Martins volta a cobrar explicações sobre multas ambientais prescritas

Há três semanas o vereador pediu os números dos processos de investigação e até agora não teve resposta