Sem perdão: ônibus que passar por Guarapari paga 'taxa de parada' no RodoShopping

A partir desta segunda-feira, a prefeitura cobrará a chamada 'taxa de parada' de todos os ônibus que passarem pela rodoviária local

O prefeito Edson Magalhães (PPS), de Guarapari, deu seu jeito: a partir desta segunda-feira (15), a prefeitura cobrará a chamada “taxa de  parada” até dos  ônibus que passarem pela rodoviária local, chamada RodoShopping. A cobrança já está sendo contestada na Justiça.
 
A  autorização para o prefeito de Guarapari tomar dinheiro dos usuários  foi dada pela Câmara de Vereadores no 10 de outubro de 2017. A publicação da lei foi registrada no Diário Oficial dos Municípios no dia 16 seguinte, com três meses para sua efetivação.
 
Pela lei aprovada, a  “taxa de parada” terá que ser paga para veículos de transporte de passageiros intermunicipais e interestaduais que utilizarem o terminal rodoviário da cidade.  Para a cobrança, basta que o veículo pare no local, mesmo que não tenha Guarapari como destino.
 
As taxas
 
Para os veículos intermunicipais serão cobrados  R$ 30,24 por ônibus com partida no município. E R$ 19,76 para os que passam pela cidade. Para os ônibus interestaduais, a "facada" será de R$ 9,45  por passageiro.
 
Os poderes dados ao prefeito Edson Magalhães  para cobrar taxa de quem quer que passe pela rodoviária foram dados pela  Lei Complementar (LC) 101/2017.
 
A cobrança da taxa deverá aumentar o preço das passagens dos ônibus municipais, como temem alguns políticos locais. O artigo 4º da lei cita que as empresas poderão, a titulo de ressarcimento, reter o valor pago pela taxa de embarque quando a passagem for emitida na rodoviária.
 
A lei municipal já está sendo questionada em uma ação direta de inconstitucionalidade (ADI).
  • Palavras-Chaves
Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.