Sindibancários quer agências fechadas e flexibilização no pagamento de contas

Segundo o coordenador geral, Jonas Freire, foi enviado ofício para o Governo do Estado e a Amunes

O Sindicato dos Bancários do Espírito Santo (Sindibancários/ES) reivindica o fechamento de todas as agências bancárias do Estado e flexibilização do pagamento de contas devido à pandemia do coronavírus. Segundo o coordenador geral do sindicato, Jonas Freire, a entidade encaminhou ofício para o Governo do Estado fazendo as solicitações e, também, para a Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes).

De acordo com uma nota divulgada pelo sindicato, o isolamento social é medida indicada pela Organização Mundial de Saúde para conter a propagação do vírus e deve ser seguida a fim de proteger bancários e clientes. Jonas Freire destaca que as agências bancárias são um espaço que propicia o contágio do coronavírus. “Posso destacar três coisas que fazem das agências um local perigoso neste momento. Um deles é o fato de serem lugares fechados. O outro é a grande circulação de pessoas. Também tem a grande circulação de dinheiro, manuseado por vários clientes”, aponta.

O coordenador geral do Sindibancários/ES informa que, no ofício, também reivindicam a flexibilização para pagamento de contas, redução de juros, não demissão de bancários e não cobrança de metas. Jonas Freire salienta que essas solicitações estão sendo feitas em todo o Brasil. O Sindibancários/ES, em reunião virtual com o Comando Nacional dos Bancários, levou a demanda, que foi aprovada. O Comando a encaminhou para a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). 

Comitê de crise

Desde que a Organização Mundial de Saúde (OMS) passou a classificar, no último dia 11, o coronavírus como pandemia, o Sindicato vem intervindo junto às direções dos bancos para cobrar providências a fim de proteger bancários e clientes. As reclamações de negligência por parte dos bancos estão sendo recebidas por um canal de denúncias disponibilizado no site do sindicato. Além da intervenção local, essas denúncias são encaminhadas ao comitê de crise nacional, formado por representantes do Comando Nacional dos Bancários, no qual a entidade tem assento, e pela Fenaban.

Leia Também:

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Confecções de máscaras a todo vapor em grupos de voluntários do Espírito Santo

Diversas ações propõem a confecção de máscaras a serem doadas ou vendidas por valor simbólico

Programa EscoLAR ‘rasga princípio da igualdade de direitos’, repudia educadora

Cleonara Maria Schwartz diz que medida da Sedu reduz educação a ''mero cumprimento de tarefas''

Sobe para seis o número de óbitos da Covid-19 confirmados no Estado

Bancário, da Caixa, tinha 36 anos. Sindicatos exigem agências fechadas. Total de infectados é de 194

Quer ajudar quem precisa? Campanhas arrecadam alimentos e itens de higiene

Diversas ações buscam ajudar pessoas que estão sem renda em meio à pandemia do coronavírus