Sindicato dos Médicos repudia declarações de Juninho sobre PA do Trevo

Prefeito de Cariacica colocou a culpa do caos no atendimento nos profissionais de saúde 

O Sindicato dos Médicos do Espírito Santo (Simes) emitiu uma nota de repúdio, na noite dessa quarta-feira (18), contra declarações do prefeito de Cariacica Geraldo Luzia Júnior, o Juninho (PPS), que, entre outros fatores, culpabilizou os médicos pela superlotação e atendimento precário no Pronto Atendimento (PA) do Trevo de Alto Laje, localizado no município. Na mesma quarta-feira cedo, pais e responsáveis que procuravam atendimento médico para suas crianças sequer conseguiam entrar na unidade superlotada. 

Na nota, os representantes do Sindicato dos Médicos alegam que o prefeito expôs, publicamente em rede de TV aberta, uma fala surreal em que culpabiliza os profissionais médicos pela superlotação do PA do Trevo de Alto Lage. “O prefeito usou seu velho discurso, mentindo para população, com a finalidade de tirar o foco do real problema: a má gestão da Saúde de Cariacica. A verdade é que a maior parte dos problemas é resultado da péssima atuação do prefeito como gestor municipal e não de seus servidores”.

E completa: “A verdade é que a gestão municipal nunca ofereceu condições de trabalho e segurança aos profissionais médicos que atuam em suas unidades de saúde”.

Terceirização

A nota da entidade sindical que representa os médicos também criticou o processo de terceirização do PA do Trevo de Alto Laje. “Juninho já deixou claro que seu intuito é o de terceirizar a saúde pública de Cariacica. Mas será que essa atitude vai melhorar a situação? Sabemos que, até agora, nenhum hospital do Estado que passou pelo processo de terceirização teve melhora positiva! Será que o 'prefeito sorriso' irá conseguir tal façanha? Quando Juninho fará o que é, de fato, de sua responsabilidade? Oferecer condições de trabalhos aos profissionais médicos, segurança 24 horas e remuneração digna?... Enquanto o prefeito quer tentar mostrar que as coisas estão sob controle, a população e os servidores clamam por uma saúde de qualidade”. 

O vereador de Cariacica, Professor Elinho (PV), que luta contra o processo de terceirização do PA do Trevo de Alto Laje juntamente com a sociedade civil do município, emitiu uma nota de apoio aos médicos. “... o prefeito Juninho assumiu, de uma vez por todas, em um noticiário de alcance estadual, a sua incompetência e incapacidade gerencial de cuidar da saúde em Cariacica. E para agravar ainda mais esse lamentável episódio que nos causa revolta e indignação, o chefe do Poder Executivo maldosamente coloca a culpa da superlotação do PA do Trevo nos profissionais da saúde, culpabilizando os médicos, quando o próprio Juninho sabe que o problema da cidade é a precarização explícita da rede de atenção básica, que possui unidades de saúde em estado de total abandono.

O vereador manifestou, ainda, "solidariedade aos médicos e médicas de Cariacica e profundo repúdio a mais essa prova de que precisamos de uma intervenção imediata do Governo do Estado na saúde em nosso município!”. 

Em dezembro de 2018, Professor Elinho já havia denunciado o prefeito Juninho e a secretária municipal de Saúde, Elizabeth Pinheiro de Albuquerque, por omissão de socorro a crianças que procuraram o Pronto Atendimento do Trevo de Alto Laje. Na ocasião, a unidade, que deve obrigatoriamente funcionar por 24 horas, permaneceu fechada durante todo o dia e noite. 

Debaixo de um calor de 40 graus, mães, pais e responsáveis pelos menores ficaram aguardando por horas para que o PA do Trevo abrisse suas portas, mas a orientação era para que procurassem unidades em Vitória ou Vila Velha.

Um aviso foi anexado na madrugada do dia 15 de dezembro de 2018, em que os responsáveis pela gerência da unidade informaram que "excepcionalmente, não haveria expediente" e que o atendimento seria normalizado no dia seguinte.  A denúncia foi feita ao chefe da Promotoria de Justiça Cível de Cariacica, em nome do promotor Luiz Flávio Valentim. 

Foi a segunda vez no ano de 2018 em que o PA do Trevo amanheceu de portas fechadas. A primeira foi no dia 11 de agosto, quando o vereador também denunciou o fato ao Ministério Público do Estado (MPES) e ao presidente da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores, César Lucas (PV). 

 “É o jogo do município para convencer o povo de que a terceirização é o melhor caminho. Muito triste ver o direito à saúde de crianças violado. Na denúncia, também pedimos a escala dos médicos e de toda equipe que deveria estar trabalhando no PA, pois omissão é crime”, disse o vereador na época.

O PA do Trevo de Alto Laje segue em processo de terceirização e há denúncias recentes de “cartas marcadas” no processo licitatório conduzido pela gestão do prefeito Juninho (PPS) para entrega da unidade a uma Organização Social (OS), empresa de natureza privada, teoricamente sem fins lucrativos, contratada por estados e municípios para gerenciamento de hospitais e unidades de saúde.

Leia Também:

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Transportadora Transilva é denunciada por aterro de rio em Cariacica

Degradação foi motivo de protesto de populares e denúncia no Ministério Público Estadual

Aposta do Psol

Professor Elinho carimba candidatura a prefeito de Cariacica em evento com Guilherme Boulos

Moradores têm número para denúncias em caso de violações da Força Nacional

Defensoria disponibilizou WhatsApp para possíveis abusos de autoridades e casos de tortura em Cariacica

Fórum lança cartilha com orientações sobre abordagem policial em Cariacica

Ação quer evitar violações e abuso de autoridade com a presença da Tropa Nacional na cidade