Ufes suspenderá aulas presenciais por duas semanas

Universidade adota medida nesta segunda-feira como forma de prevenção à difusão do coronavírus

A Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) deve suspender por duas semanas as aulas como forma preventiva diante a pandemia provocada pelo coronavírus. O Comitê de Emergência instituído pela reitoria da entidade de ensino se reuniu na manhã desta segunda-feira (16) e decidiu suspender as atividades assim que publicada a portaria oficial, o que deve acontecer no mesmo dia, cancelando as aulas no mais tardar nesta terça-feira (17).

Um relatório já havia sido elaborado pelo comitê e havia um indicativo de que as aulas poderiam ser suspensas a partir da quarta-feira (18), mas houve a decisão de antecipar a medida devido à confirmação no Estado de um caso de transmissão local (em pessoa que não adquiriu o vírus em viagem) e do aumento de casos suspeitos.

Uma questão que ainda está em discussão é sobre o funcionamento das atividades administrativas, que envolve os servidores técnico-administrativos, o que permanece em debate internamente. A expectativa é que grandes eventos previstos para espaços como o Teatro Universitário possam ser também cancelados.

Na reunião, os representantes do Diretório Central dos Estudantes (DCE) também levantaram a questão do funcionamento do Restaurante Universitário. Por um lado é visto como local potencial de transmissão de vírus por conta do espaço fechado, compartilhamento de talheres e circulação de pessoas. Por outro, devido à interrupção repentina, os estudantes temem que muitos, por não poder planejar, possam ser prejudicados e não ter condições de se sustentar durante o tempo de suspensão das aulas, já que o restaurante também faz parte da assistência estudantil universitária.

Sendo assim, além de colocar os alunos em uma situação difícil, ainda correria o risco de fazer com que muitos estudantes retornassem para suas cidades de origem, sobretudo no interior, criando um fluxo de pessoas de lugar de maior contaminação (Grande Vitória) para outros de menor contaminação, aumentando a possibilidade de dispersão do vírus no Espírito Santo e outros estados. Ainda não foi determinada qual seria alternativa para manutenção da alimentação dos alunos que necessitam, mas o DCE está articulando junto à reitoria para analisar as possibilidades.

A decisão do Comitê de Emergência prevê a volta das aulas no dia 29, sendo que a Ufes deve em breve divulgar alternativas para que sejam mantidas atividades por meio de uma plataforma de ensino à distância. A data de retorno, porém deve ser avaliada novamente ao longo das próximas semanas, de acordo com o desenrolar dos acontecimentos relacionados com a pandemia do coronavírus. 

Outras entidades de ensino superior do Espírito Santo como a Faculdade de Direito de Vitória (FDV), Faesa e Multivix já anunciaram a suspensão das aulas presenciais.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Confecções de máscaras a todo vapor em grupos de voluntários do Espírito Santo

Diversas ações propõem a confecção de máscaras a serem doadas ou vendidas por valor simbólico

Programa EscoLAR ‘rasga princípio da igualdade de direitos’, repudia educadora

Cleonara Maria Schwartz diz que medida da Sedu reduz educação a ''mero cumprimento de tarefas''

Sobe para seis o número de óbitos da Covid-19 confirmados no Estado

Bancário, da Caixa, tinha 36 anos. Sindicatos exigem agências fechadas. Total de infectados é de 194

Quer ajudar quem precisa? Campanhas arrecadam alimentos e itens de higiene

Diversas ações buscam ajudar pessoas que estão sem renda em meio à pandemia do coronavírus