Vereadora de Guarapari troca PSD pelo Republicanos para disputar prefeitura

A vereadora Fernanda Mazzeli, em segundo mandato, diz que está na hora de mudar a política

As eleições municipais de outubro deste ano em Guarapari terão uma mulher na disputa, a vereadora em segundo mandato Fernanda Mazzeli, que deve trocar o PSD, seu atual partido, pelo Republicanos, aproveitando a possibilidade que será aberta no mês de março. Fernanda vem conversando com o grupo, liderado pelo deputado federal Amaro Neto e pelo presidente da Assembleia, Erick Musso. 

“Estamos conversando e já temos um grupo de vereadores formado em torno do meu nome, que é muito bem aceito para concorrer à prefeitura”, diz Fernanda e cita os nomes de Erick e de Amaro Neto, a quem chama de parceiros, destacando a boa votação de Amaro nas últimas eleições, quando foi eleito para a Câmara Federal. 

Nesse contexto, o deputado estadual Carlos Von (Avante), que era sinalizado com candidato à prefeitura de Guarapari com o apoio do partido Republicanos, fica em uma situação desconfortável. Ele já concorreu à prefeitura do município em 2014, em eleição extemporânea, perdendo por  pouco mais de mil votos para Orly Gomes (DEM), candidato apoiado pelo atual prefeito, Edson Magalhães.  

Ex-integrante da ala do ninho tucano que tem também o ex-prefeito de Vitória e primeiro suplente na Câmara dos Deputados, Luiz Paulo Vellozo Lucas, Von encontrou campo para consolidar seu projeto no Avante, elegendo-se deputado estadual em 2018. 

Além de Fernanda, devem concorrer em Guarapari o prefeito Edson Magalhães e o subsecretário de Estado de Turismo, Gedson Merízio (PSB), que já disputou o cargo em 2016. Ele viria com o apoio do governador Renato Casagrande. 

Fernanda Mazzeli, que já foi 12 vezes campeã brasileira de jui-jitsiu e três vezes campeã mundial, acredita que chegou a hora de mudar a política no município. Ela comenta sobre o “bom desempenho dos mandatos na Câmara de Vereadores e também o fato de ser mulher”. A vereadora vem se reunindo com grupos de apoiadores, a fim de traçar linhas de ação a serem desenvolvidas em Guarapari. 
 

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.