Vila Velha implanta serviço para reciclar 100% do vidro coletado na cidade

Moradores, bares e restaurantes poderão dar destinação correta para garrafas descartadas irregularmente

Um dos problemas ambientais mais sérios da atualidade é a destinação correta do lixo. Entre os vários resíduos está o vidro, cuja descarte irregular gera cada vez mais preocupação, pelo aumento do consumo de garrafas de bebidas. O município de Vila Velha, na Grande Vitória, deu mais um importante passo para coleta seletiva do material, oficializando a implantação da logística reversa, método que visa reciclar o vidro recolhido pelo serviço de coleta seletiva porta a porta, incluindo residências, restaurantes e bares.

“Produzimos uma grande quantidade de lixo na região metropolitana da Grande Vitória. Este lixo custa caro para os cofres das prefeituras, que pagam por tonelada para enterrar os vidros e outros resíduos nos aterros sanitários. Agora, com a implantação do serviço de logística reversa, vamos economizar na quantidade encaminhada para o aterro e também gerar renda para os catadores e coletores que dependem do lixo seco, produzido diariamente pela população”, destacou o prefeito Max Filho (PSDB) durante inauguração do serviço, na última semana.

Uma área localizada no Polo Empresarial de Novo México, de 2,3 mil m², pertencente ao município, foi cedida para a Associação Vila Velhense de Coletores e Coletoras de Materiais Recicláveis (Revive), que irá receber todo vidro coletado no município. O serviço de coleta seletiva está presente inicialmente em sete bairros e nos Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) espalhados pela cidade.   

Todo vidro recolhido será encaminhado para área, onde será triturado e transportado pela Green Ambiental, empresa especializada na reciclagem de vidro, até o Rio de Janeiro – (RJ). Lá, o material será reciclado, sendo transformado novamente em garrafas e vasilhames. A verba arrecadada com a venda dos vidros para reciclagem será dividido entre os catadores e coletores da Revive. 

A estimativa inicial é recolher 200 toneladas por mês na região metropolitana da Grande Vitória. Outros municípios — como Cariacica, Viana e Vitória — se interessaram em levar o material (vidros) para a área de Vila Velha.

Até então, todo o material era alocado em aterros sanitários juntamente com os demais rejeitos, sem qualquer cuidado ou preparo especial.  "O vidro é um material muito volumoso, que ia todo para o aterro sanitário, no caso de Vila Velha, causando um grande problema ambiental. Nós já fazíamos a coleta do vidro, junto com latinha, papelão e papel. Com a parceira com a prefeitura, num novo local mais amplo, vamos conseguir ampliar a coleta seletiva do vidro. Não conseguíamos receber mais do que duas toneladas das 20 mil geradas na cidade”, afirmou o representante da Revive, Itamarcos Coutinho Pitomba,.

Ele citou que, no caso das garrafas de cerveja, grande geradora de resíduo, será possível realizar o contato com donos de bares e restaurantes para ampliar a coleta.    

A secretária municipal de Serviços Urbanos, Marizete de Oliveira Silva, informa que parcerias nesse sentido têm sido firmadas com o Sindicato de Bares, Restaurantes e Similares do Estado do Espírito Santo (Sindibares), o Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria do Espírito Santo (Sindipães), a Associação Brasileira de Bebidas e outras entidades civis organizadas.       

A prefeitura também ficará responsável por instalação de locais de entrega do vidro, os pontos de coleta. Já a população pode participar separando os vidros de forma correta em caixas de papelão para prevenir acidentes entre os coletores colocando nos PEVs mais próximos da sua residência. Outra opção é levar o material até o centro de recepção de vidros (rua três quadra 11, lote 21 B –Polo Empresarial de Novo México).

Leia Também:

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Com Neymara, PSDB de Vila Velha parte para a reeleição de Max Filho

Prefeito dá guinada em movimentos visando à reeleição e abre perspectivas para 2022

Max Filho sai mais fortalecido da convenção do PSDB em Vila Velha

Prefeito garante disputa à reeleição e se coloca como mais um nome ao governo do Estado em 2022

Insatisfação de aliados coloca reeleição de Max Filho em área de risco

O prefeito Max Filho tem a gestão bem avaliada e ampliou sua influência na Executiva Nacional do PSDB

Max Filho ganha mais fôlego para a reeleição com aval do PSDB nacional

Prefeito de Vila Velha se movimenta para neutralizar oposições de grupos locais identificados desde 2016