Virou alvo

Em campo para a disputa em Vitória, Gandini ''atravessa'' José Esmeraldo, que reage: malandro não tem vez

Pré-candidato à prefeitura de Vitória em 2020 com anúncio feito no atropelo, ainda em 2018, o deputado estadual Fabrício Gandini (Cidadania) “levou um sabão” de José Esmeraldo (MDB) na sessão desta segunda-feira (12) na Assembleia Legislativa. Em campo para delimitar terreno e angariar votos, foi acusado de atravessá-lo em uma antiga indicação sua, com direito a oba-oba no bairro e publicação nas redes sociais. Dizendo-se surpreso, Esmeraldo lamentou que Gandini não estivesse em plenário e avisou que qualquer um que se meter naquilo que está sob sua ótica, “vai tomar cacete”. Falou ainda em rasteira e que para manter uma boa convivência na Casa é preciso respeito. “Malandro comigo não tem vez”, disparou. A obra em questão se refere à reforma/construção de uma nova sede para o Destacamento da Polícia Militar (DPM) no bairro São José, na Grande São Pedro. Esmeraldo mostrou a indicação que fez, em maio do ano passado, e a visita ao local com secretário da gestão anterior. Hoje, segundo ele, mantém a articulação com o chefe da Casa Civil do governo Casagrande, Davi Diniz. “Pior coisa que tem é ser chamado de mentiroso, jamais vou entregar uma obra que não seja minha”, emendou. Para fechar, Esmeraldo lembrou que não será candidato, mas “ajudará o prefeito que vai ganhar em Vitória”. Embora não tenha citado nomes de quem apoiará, o adversário a ser batido já parece certo. E, aí, Gandini?

‘Turminha’
Esmeraldo estava pé da vida também com as lideranças da região que “jogam lá e cá”. É que na sua foto no local e na de Gandini têm algumas figurinhas repetidas. 

‘Climão’
Gandini, como se sabe, é o candidato do prefeito Luciano Rezende (Cidadania), que tem como vice Sérgio Sá (PSB), filho de José Esmeraldo e também cotado como candidato a prefeito em 2020 no grupo do governador Renato Casagrande. 

Acirrada
A principal aposta do PSB, no entanto, é o deputado estadual Sergio Majeski, campeão de votos à Assembleia na disputa do ano passado. O deputado tem interesse em concorrer e pode esbarrar em outro campeão de votos, o deputado federal Amaro Neto (PRB).

Acirrada II
No cenário tem ainda outro integrante do legislativo, o delegado Lorenzo Pazolini, que está sem partido, porém cada vez mais próximo do PSL. A legenda do presidente Jair Bolsonaro também terá protagonismo nas eleições municipais. Quem sair na frente, chega com bônus em 2022.

Tudo igual
Mensagens enviadas pelo executivo à Assembleia nesta segunda oficializam a permanência dos deputados Enivaldo dos Anjos (PSD) e Dary Pagung (PSB) nas funções de líder e vice-líder do governo, respectivamente. Nada diferente, portanto, do que já circulava nos bastidores.

Valorizou o passe
Enivaldo chegou a sugerir que não permaneceria no cargo, cumprindo resolução de sua própria autoria que fixou validade de seis meses para a função. Mas diante do chamado combinado de Casagrande, a regra logo foi esquecida.
 
Área estratégica
Por falar no governador, esta segunda foi realizada mais uma rodada de reunião com vereadores no Palácio Anchieta, desta vez de Cachoeiro de Itapemirim, com a presença do prefeito e correligionário Victor Coelho. Casagrande trabalha para reelegê-lo em 2020.

Território
Mas para não surgirem ruídos, chamou também os deputados estaduais que têm reduto no município, que não perderam a oportunidade: Theodorico Ferraço (DEM), Marcos Mansur (PSDB), Luciano Machado (PV) e Coronel Quintino (PSL). Os quatro, certamente, terão peso na disputa municipal de Cachoeiro.

Sinais?
No caso de Ferraço, sempre bom lembrar: ele e o governador se distanciaram depois do deputado ter sido o primeiro a declarar apoio a Casagrande nas eleições passadas e receber, como “agradecimento”, a exclusão das articulações que definiram o novo comando e espaços na Assembleia. Desde então, se mantém discreto na Casa e rejeitou participar de comissões. Nas fotos oficiais da reunião desta segunda está bem posicionado entre Casagrande e o prefeito.

PENSAMENTO:
“Nossos fracassos são, às vezes, mais frutíferos que nossos êxitos”. Henry Ford

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Guilherme Boulos participará de encontro em defesa da educação na Ufes

Ex-candidato à presidência do Psol realiza caravana pelo país com lema 'Oposição é na rua'

Volta à Ilha de Vitória em bicicleta marcará o Dia Mundial Sem Carro

Atividade fará parte da Semana de Mobilidade, realizada no mês de setembro por coletivos ligados ao tema

Câmara de Vitória realiza audiência para discutir criminalização da homofobia

Encontro tem como objetivo nortear a criação de leis necessárias que visem proteção da comunidade LGBTI+

Um mercado para turistas e empresários?

Moradores do Centro de Vitória reclamam da falta de diálogo sobre a revitalização do Mercado da Capixaba