Xambinho concorre à Prefeitura da Serra pelo PRB e deixa Audifax mais isolado

O deputado Alexandre Xambinho conta com o apoio da cúpula do PRB, sigla pela qual irá concorrer

Está selada a pré-candidatura do deputado estadual Alexandre Xambinho (Rede) à Prefeitura da Serra, dentro da estratégia do bloco liderado pelo presidente da Assembleia Legislativa, Erick Musso, e o deputado federal Amaro Neto de ampliar a densidade eleitoral do PRB nas eleições municipais do próximo ano. Apesar de ainda não querer declarar publicamente, ele já está trabalhando juntamente com a cúpula do partido. 

As articulações vinham sendo desenvolvidas há pelo menos dois meses, conforme Século Diário antecipou em abril passado, depois de Musso ganhar nova musculatura eleitoral com o segundo mandato consecutivo na Presidência da Assembleia. Com a filiação de Xambinho ao PRB em vias de se concretizar, a Rede, controlada no Estado por Audifax Barcelos, fica ainda mais à míngua, ampliando o isolamento do prefeito, que busca fazer seu sucessor. 

“Estamos trabalhando nesse sentido”. Esse é o refrão do deputado Alexandre Xambinho quando questionado sobre a sucessão na Serra, entoado, também, por integrantes do PRB próximos à cúpula do partido e assessores que já estão em plena atividade partidária. Ele mantém forte influência nos movimentos comunitários do município, canal vigoroso que o levou à Assembleia e engrossou a votação de 181 mil votos que fizeram o deputado federal Amaro Neto campeão de votos em 2018. 

A pré-candidatura de Xambinho pelo PRB estrava na dependência das pretensões do deputado Amaro Neto, que oscilava entre Serra e Vitória, optando por disputar na capital, não apenas pela visibilidade, mas por ter um histórico de votação significativa nas eleições de 2016, perdendo por poucos votos para o atual prefeito, Luciano Rezende (PPS), cujo legado construído nos últimos oito anos de sua gestão é considerado sem expressão. 

A definição por Xambinho é resultante de um diagnóstico formulado por meio de conversações e pesquisas, visando medir as tendências do eleitorado e as alianças que poderão formalizadas. No caminho, um empecilho, representado pelo deputado estadual Vandinho Leite (PSDB), que se aproxima do PRB. 

Essa aliança encontra dificuldade na atuação parlamentar de Vandinho, de oposição explícita ao governo, justamente o bloco que Musso e Amaro tentam se aproximar para neutralizar o apoio ao deputado estadual Fabrício Gandini (PPS), candidato do prefeito Luciano Rezende, e também para compor como vice na chapa de reeleição do governador Renato Casagrande (PSB). 

Além da Serra, o grupo trabalha para ampliar sua influência em todo o Estado, demarcando terreno em regiões importantes, o que incomoda, como apontam os bastidores políticos, movimentos do governador Renato Casagrande.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
1 Comentários
Matérias Relacionadas

Atravessou o samba

Depois de tentar atropelar a escola de Casagrande na avenida, Erick Musso ensaia retorno ao Carnaval

Semana marca reinício do ano legislativo em clima de campanha eleitoral

Pelo menos 15 dos 30 deputados estaduais têm os nomes cotados para candidatura às prefeituras este ano

Deputados aprovam três projetos do governo para enfrentar tragédia das chuvas 

A sessão de aprovação dos projetos interrompeu o recesso parlamentar dos deputados estaduais

Erick Musso encerra 2019 com articulações para manter seu grupo político

Presidente da Assembleia teria quebrado acordo com o governador Renato Casagrande